Batalha entre PT e PSDB alivia rejeição a Collor, indica pesquisa

reprodução
reprodução

A batalha entre PT e PSDB aliviou a rejeição ao ex-presidente Fernando Collor (PTB-AL). A conclusão é de pesquisa da fundação Perseu Abramo, vinculada ao PT.

A fundação foi às ruas de São Paulo para traçar o perfil dos manifestantes dos dias 13 e 15. Segundo a pesquisa, participantes do ato de domingo indicaram o governo Lula como o que teve “mais casos de corrupção” (47%).

A administração Dilma foi apontada como a mais corrupta por 29% dos entrevistados no protesto. O governo Collor, que sofreu impeachment em 1992, ficou com 11%.

No ato de sexta, organizado por entidades como a CUT, 40% dos entrevistados afirmaram que o governo de Fernando Henrique Cardoso foi o mais corrupto. Collor tem 29% e o ex-presidente Sarney (PMDB) aparece com 13%.

Responsável pela pesquisa, a cientista política Vilma Bokany diz que “Collor ficou em campo neutro” na briga.

O estudo também mostrou como as pessoas souberam dos protestos: no domingo, 75% foram convocados por redes sociais. Na sexta, 23%. A fundação ouviu 305 pessoas no dia 13 e 534 no dia 15.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mulher é presa com 12 pedras de crack após efetuar roubo com o marido em Capinópolis

PM encontrou em Capinópolis um veículo camuflado em milharal com arma, munição e produtos roubados