Famoso por Zé Bonitinho, ator Jorge Loredo morre aos 89 anos

Jorge Loredo
Jorge Loredo

O advogado e ator Jorge Loredo morreu na manhã desta quinta-feira (26) no Rio de Janeiro aos 89 anos. O artista estava internado no hospital São Lucas, na capital carioca, desde o começo de fevereiro.

As causas da internação e da morte ainda não foram divulgadas.

Além de participação em humorísticos populares, como A Praça É Nossa e Escolinha do Professor Raimundo, Loredo participou de diversos filmes, com destaque para Sem Essa, Aranha (1970), Chega de Saudade (2007) e O Palhaço (2011).

Óculos grande, bigode e terno largo eram as marcas registradas de Zé Bonitinho, que vivia paparicando as moças com os bordões “Hello, garotas do meu Brasil varonil”, “Zé Bonitinho, o perigote das mulheres” e “O chato não é ser bonito, o chato é ser gostoso”.

Outros personagens não tão conhecidos, como o mendigo My Lord e o costureiro François Paetê, também foram criados pelo ator. Formado em Direito, Loredo atuava como advogado previdenciário quando longe dos palcos e das câmeras de televisão.

Em participação no program Pânico, em outubro de 2006, o artista contou uma grande curiosidade: o ex-presidente JK foi padrinho do seu segundo casamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Câmara de Capinópolis solicita criação de linha de ônibus entre Capinópolis e Itumbiara (GO)

Equipes de Capinópolis se preparam para os Jogos Escolares