Bairro Florêncio tem o maior índice de focos do mosquito da dengue em Capinópolis

Agentes de saúde


CAPINÓPOLIS –
O Bairro Florêncio é um dos setores de Capinópolis com o maior número de registros de casos de Dengue, e não é por menos, de acordo com novo levantamento feito pela Secretaria Municipal de Saúde, o bairro lidera o ranking de criadouros do mosquito Aedes Aegypti.

 Segundo a Equipe de Controle de Vetores e Endemias, após o mutirão de limpeza, os agentes de Endemias deram continuidade ao 1º TF (Tratamento Focal), onde visitaram 6.153 imóveis, ficando um índice de 17.6% de imóveis fechados.

Marilane Vilela faz campanha de conscientização
Marilane Vilela faz campanha de conscientização

De acordo com a educadora em Saúde, Marilane Vilela, durante as visitas realizadas, os agentes eliminaram os criadouros, trataram as caixas d´água quando necessário, retiraram do quintal objetos ou mesmo lixo que os moradores jogam, e ao terminar o trabalho, ainda orientam os moradores sobre as medidas de prevenção e combate ao mosquito Aedes Aegypti que é o transmissor da Dengue e da Febre Chikungunya.

  Após o término do 1º TF, iniciou-se o 2º LI (Levantamento do Índice), pesquisa larvária, onde foram encontrados vários focos em caixas d´água, nos lixos, bebedouros dos amimais e pratos das plantas.

 Os bairros com focos positivo foram:  Florêncio III – 16.6%; Loteamento João Alves Moreira – 12.5%; Alvorada II – 11.11%; Semíramis II – 7.14%; Semíramis III – 5.26%; São João – 4.61%; Parte Primitiva – 4.39%; Paraíso – 4.34%; Wagner de Paula I – 4.34%; Alvorada I – 3.22%; Roney de Almeida Garcia – 3.12%; Campos Elíseos – 2.98%; Centro – 1.92%; e Brasília – 1.92%.

 “É uma situação preocupante, e isso mostra mais uma vez que o morador não colabora e continua persistindo nos mesmos erros, e se a população não deixar nada que acumule água nos quintais, não jogar lixo em terrenos baldios e nas ruas, tampar corretamente as caixas d´água, lavar com bucha e sabão os bebedouros dos animais ajudaria bastante a diminuir os números de notificações de dengue uma vez que o morador estaria eliminado os criadouros”, afirma o chefe de equipe José Antonio Costa. “Pedimos a população que receba os agentes de Endemias em sua casa, porque mesmo com tantas notificações de Dengue ainda tem morador que reclama das visitas”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Jovem de 36 anos morre em grave acidente na BR-365

PM divulga imagem de foragido da justiça que pode estar escondido em Ituiutaba