[doptg id=138]


CAPINÓPOLIS –
Nas redes sociais é comum ver ataques à Prefeitura ou Secretaria de Saúde quando aumenta o número de casos de Dengue, contudo, poucos reconhecem que o verdadeiro culpado da atual situação, são alguns moradores que agem de forma irresponsável dentro de suas casas e na própria rua.

 Segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde, uma equipe da Saúde, juntamente com o diretor de Serviços Urbanos, Valdemar Vaz, fizeram uma vistoria em toda a cidade, e encontraram uma situação lamentável. “Juntamente com o senhor Valdemar Vaz, demos uma volta ao redor do município olhando a situação dos depósitos de lixo em terrenos baldios e margens de rodovia, margens do Ribeirão de Capinópolis e fiquei assustada. Por mais que as pessoas sejam orientadas e acompanham na imprensa o que está acontecendo a situação é geral muito lixo, garrafas pet, sacolinhas, vasilhas, latas, armários, sofás resíduos de construção civil e muitas outras coisas que a população descarta”, disse Mirlei Nunes.

Continua após a publicidade

 No relatório feito, a situação é pior ainda nos bairros São João, Florêncio, Liberdade e Novo Horizonte. “A Prefeitura está limpando terrenos baldios, retirando entulho, mas parece ser em, vão, pois, a população não tem colaborado e vai continuar assim”, disse Valdemar.

 Desde novembro do ano passado a Prefeitura já retirou mais de 70 caminhões de lixo e entulho das residências de Capinópolis. “Não sei de onde eles retiram tanto lixo. Não sei o que a população está fazendo com esse lixo depositado em casa”, avalia a secretária de Saúde, Simone Dantas.

 Para especialistas do setor, a educação e mudança de hábito do cidadão, e a aplicação do que determina o Código de Posturas do Município, pode ser uma das alternativas para o combate á Dengue.