Carga roubada está avaliada em R$1,5 milhão (Foto: Divulgação PCMG)
Carga roubada está avaliada em R$1,5 milhão (Foto: Divulgação PCMG)

Uma carga de celulares e eletrônicos, avaliada em R$ 1,5 milhão, foi roubada na madrugada deste sábado (18), de uma empresa de transportes aéreos anexa ao Aeroporto Tenente Coronel Aviador Cézar Bombonato, na zona leste de Uberlândia. Quatro suspeitos armados com revólveres e pistolas teriam realizado o crime. A Polícia Civil de Uberlândia conseguiu recuperar a carga duas horas após o roubo, porém os suspeitos ainda não foram localizados.

Segundo o delegado da Agência de Inteligência do 9º Departamento de Polícia Civil, Eduardo Leal, o crime teria começado com o sequestro de um caminhão. “Os suspeitos teriam contratado um frete de um caminhão e quando esse veículo chegou em determinado local eles renderam o motorista, pegaram o caminhão e se encontraram com outros dois carros para executar o crime”, afirmou Leal.

No local do crime, em um galpão fora da área física do aeroporto, os suspeitos renderam os funcionários que estavam no depósito e levaram cerca de 3 mil celulares, caixas de som semiprofissional com mais de um metro de altura e máquinas fotográficas. Parte da carga seria entregue em uma loja de departamentos em Uberlândia, a outra parte não teve o destino informado.

Continua após a publicidade

Após o crime os suspeitos deixaram a carga em um galpão no bairro Dona Zulmira, na zona oeste da cidade, local descoberto horas depois pela PC. “Lá encontramos um carro, que pode ser um dos usados no crime. Ele estava com o capô aberto e ligado a bateria um equipamento bloqueador de sinal”, afirmou Leal. Os outros veículos usados no roubo ainda não foram encontrados.

A PC acredita que o crime é ação de uma quadrilha especializada em roubos de carga e que tenha recebido informação interna para conseguir executar o roubo. “Já temos uma linha de investigação é muito em breve pegaremos esses indivíduos, que não ficaram impunes”, disse o delegado que informou que o próximo passo será a coleta de depoimentos e diligências.

Em 2008, uma carga de celulares foi roubada da mesma empresa de transporte no aeroporto de Uberlândia. “O crime na época foi idêntico a este”, disse o delegado. A carga roubada na ocasião não foi recuperada e nenhum suspeito foi preso.


Comments are closed.