[doptg id=141]


CAPINÓPOLIS –
“Sou feliz sem drogas”. Esse foi o lema usado pela Escola Municipal Higino Guerra durante a realização da 1ª etapa do Seminário de Combate às Drogas, que acontece desde o ano passado nas escolas municipais.

 A Escola Higino Guerra desenvolveu o seu trabalho no dia 9/4, sendo que a Escola Municipal Branca de Neve fez seu seminário no dia 24/3, e a Escola Municipal Aurelisa Alcântara, no dia 9/4. Com apoio da Polícia Militar, o Cabo Felício foi o palestrante na Higino Guerra.

Continua após a publicidade

 A Escola Branca de Neve também desenvolveu seu seminário. “Tivemos uma maravilhosa palestra com a pastora Edineia Freitas Vieira, que falou aos pais dos nossos alunos. Foi muito linda, pois a mesma falou sobre a necessidade da volta dos bons costumes, da verdadeira necessidade dos valores, da disciplina com amor e sem violência”, disse a professora Claudia Regina.

 Na palestra Edineia reforçou a posição de os pais não deixarem seus filhos na responsabilidade de vizinhos, avós, tios, mas sim dos próprios pais, sendo eles os verdadeiros responsáveis por seus filhos.

 De acordo com a diretora da escola, Meire de Fátima, durante a palestra também foi falado sobre a necessidade urgente da busca da espiritualidade, relatando ainda a busca pelo combate às drogas, citando os tipos de drogas, suas consequências e formas. “Foi um evento muito importante para a nossa comunidade escolar”, disse.

  “Agradecemos em nome da nossa diretora Meire de Fatima pela presença da palestrante e pela presença dos pais e responsáveis”, finalizaram as supervisoras Claudia Regina e Sonia Silveira.

 Para a secretária municipal de Educação e Cultura, Iracilda Pereira Duarte o objetivo é levar essa discussão para dentro da escola, independentemente da idade da criança, pois é uma luta que quanto mais cedo for discutida, melhores serão os resultados.

 A proposta da escola em promover o evento, segue as exigências da Lei n 1.520, sancionada pela prefeita Dinair Isaac, que dispõe sobre a obrigatoriedade das Escolas Municipais efetuarem no início do primeiro e segundo semestres do ano letivo, seminário ANTIDROGAS, para os alunos nela matriculados.

 As drogas são problemas que integram praticamente todas as sociedades contemporâneas, o resultado negativo decorrente a isso é de ordem social e econômica. Social, pois desestrutura a família e econômico por gerar diversos custos para o governo que na maioria das vezes mantém o tratamento.

 “A prevenção continua sendo e será sempre o melhor remédio, e nada melhor que provocarmos essa discussão na infância e mostrar a realidade trágica do mundo das drogas aos alunos. Esse é o papel da administração, esse é o papel da escola”, comentou a prefeita Dinair Isaac.


Comments are closed.