Termina hoje o prazo para que os contribuintes entreguem à Receita Federal as declarações do IR deste ano. Não haverá prorrogação.

Segundo o supervisor nacional do IR, Joaquim Adir, cerca de 3,5 milhões de contribuintes deixaram a entrega para hoje. A Receita prevê receber 27,5 milhões de declarações neste ano –em 2014, 26,88 milhões no prazo (até abril) e mais 536,7 mil com atraso (maio a dezembro).

A multa para quem entregar a declaração com atraso é de 1% ao mês sobre o IR devido. A multa mínima é de R$ 165,74; a máxima, de 20%. Se não houver imposto devido, a multa é de R$ 165,74.

Continua após a publicidade

Mesmo que não tenha todos os documentos em mãos, o contribuinte deve enviar a declaração incompleta. Com isso, ele evita pagar a multa pelo atraso na entrega. Nos próximos dias, poderá obter os dados que faltam e enviar uma declaração retificadora.

Hoje também é o último dia para o pagamento da primeira cota (ou única). O contribuinte que ainda tiver saldo de imposto a pagar poderá quitá-lo em até oito parcelas, até novembro, desde que nenhuma seja inferior a R$ 50.

Se o imposto devido for de até R$ 99,99, terá de ser pago de uma só vez. Se optar pelo parcelamento, o contribuinte poderá pedir débito automático em conta-corrente ou de poupança, mas somente da segunda cota em diante.

Nesse caso, terá de imprimir o Darf e pagar hoje a primeira cota em banco.


Comments are closed.