Marcos Melo, Nárcio Rodrigues, Cleidimar e Dep Iran Barbosa ( presidente da comissão extraordinária das águas)
Marcos Melo, Nárcio Rodrigues, Cleidimar e Dep Iran Barbosa ( presidente da comissão extraordinária das águas)

FRUTAL, TRIÂNGULO MINEIRO – Uma audiência pública foi realizada na última sexta-feira (8) pela Fundação Centro Internacional de Educação, Capacitação e Pesquisa Aplicada em Águas (Hidroex) – A instituição tem o objetivo de planejar, coordenar, executar, controlar e avaliar programas e projetos de defesa e preservação do meio ambiente, relativos à gestão das águas e dos recursos hídricos.

A manutenção da instituição e seu redimensionamento foram anunciados na audiência pública pelo secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Miguel Corrêa da Silva Jr., presidente interino da Hidroex.

Capinópolis foi representada pelo vereador Cleidimar Zanotto (PSD/MG) e o evento contou ainda com a presença de Marcos Melo, Nárcio Rodrigues e o deputado Estadual Iran Barbosa ( presidente da comissão extraordinária das águas).

Continua após a publicidade

Durante a audiência pública foi aprovado, ainda, o requerimento do deputado Arnaldo Silva (PR) para criação de um grupo de trabalho que visa estudar e propor uma forma de implementação de todo o projeto. A equipe ainda irá estabelecer um cronograma objetivo de término das obras, funcionamento dos laboratórios, contratação pessoal e  financiamento e custeio permanente da Hidroex.

(esq) Deputado Estadual Arnaldo Silva e o vereador  Cleidimar Zanotto
(esq) Deputado Estadual Arnaldo Silva e o vereador Cleidimar Zanotto

A Cidade das Águas, em Frutal (MG) é um complexo que engloba a sede da Hidroex e uma infraestrutura voltada para a pesquisa e o estudo das águas. Mas as obras, que tiveram início em 2009, ainda não foram concluídas. De acordo com o vice-presidente da Hidroex, Toninho Heitor, ainda faltam cerca de 20% dos prédios para serem finalizados.

HIDROEX

De acordo com o site da instituição, em 2007, o Governo de Minas, através da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, delineou um grande projeto que abarcasse tanto a gestão dos recursos hídricos em uma perspectiva de desenvolvimento sustentável, quanto à formação em educação ambiental, com o foco na multiplicação do conhecimento e sensibilização ambiental.

O primeiro passo neste sentido foi dado em abril de 2007, quando o Governo Brasileiro, por meio do Estado de Minas Gerais, em conformidade com as normas e diretrizes para a criação dos centros e institutos de categoria I e categoria II da UNESCO, apresentou proposta para o credenciamento do HidroEX , como um centro sob os auspícios da UNESCO. Essa proposta foi pré-aprovada durante a 40ª sessão do Conselho da Unesco, em Junho do mesmo ano.


Comments are closed.