CAPINÓPOLIS, TRIÂNGULO MINEIRO – As investigações do “Desvioduto da previdência” Municipal anunciam um dos maiores escândalos da história de Capinópolis – Há suspeitas de que dinheiro estariam sendo desviado do Instituto de Previdência do Município por uma servidora.

O Ministério Público afirmou ao Tudo em Dia que o caso está sendo investigado no momento. Eliene Pereira Nunes Barbosa é a principal suspeita de operar o esquema de desvio do dinheiro  – Várias pessoas estão sob investigação e algumas já foram ouvidas no inquérito Civil 0126.14.000.176-2 aberto em 06 de Maio pelo Ministério Público.

A então diretora da instituição, Eliene Pereira Nunes Barbosa, foi exonerada do cargo e segundo o Instituto de Previdência, cerca de R$ 14 Mil foram restituídos aos cofres da instituição pela ex-diretora.

Continua após a publicidade

Eliene  foi nomeada em Janeiro de 2013 para o cargo de Auxiliar de Administração, no cargo de Provimento em Comissão de Diretor do Instituto de Previdência Municipal – CAPINÓPOLIS PREV

Segundo o Instituto, em nota oficial, foram feitas apenas diversificações nas aplicações – “O Capinópolis Prev informa que houve apenas mudança de instituição financeira de três aplicações, que foram transferidas de um banco para outro, mas todas pelo próprio Instituto, sem prejuízo de valores”, informou na nota datada de 11 de Maio.

Vereadores da Câmara Municipal de Capinópolis entraram com requerimento na última segunda-feira (11) para instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os desvios.

Enquanto o resultado das investigações não é apresentado pelo Ministério Público, muitas especulações e acusações estão sendo feitas pelas ruas da cidade.

O Instituto da Previdência Municipal acumulava uma dívida milionária há alguns anos – O parcelamento foi efetuado no Governo do ex-prefeito José Neto Santana e o Governo Municipal da prefeita Dinair Isaac efetua os pagamentos regularmente e também a parcela da dívida negociada – Um total aproximado de R$ 130 Mil são depositados mensalmente. As aplicações financeiras do Instituto alcançam o montante de R$ 4.354.735,01 e R$ 89.755,10 em conta corrente.


Comments are closed.