João Lyra apresenta conformidade com a venda ou arrendamento de usinas do Grupo JL

 O ofício foi assinado pelo próprio João José Pereira Lyra e datado no dia 11 de Agosto e entregue ao Juiz Kleber Borba, da 1º Vara da Comarca de Coruripe (AL).
O ofício foi assinado pelo próprio João José Pereira Lyra e datado no dia 11 de Agosto e entregue ao Juiz Kleber Borba, da 1º Vara da Comarca de Coruripe (AL).

CAPINÓPOLIS, TRIÂNGULO MINEIRO – O empresário e ex-deputado João Lyra apresentou  um ofício de anuência com a venda e/ou arrendamento das usinas do Grupo JL – O falido grupo tem unidades industriais em Alagoas e Minas Gerais – Vale do Paranaíba e Trialcool estão instaladas no Pontal do Triângulo Mineiro, Capinópolis e Canápolis respectivamente.

 O ofício foi assinado pelo próprio João José Pereira Lyra e datado no dia 11 de Agosto e entregue ao Juiz Kleber Borba, da 1º Vara da Comarca de Coruripe (AL).

João Lyra afirma que não haverá interposição com relação a tomada de decisão por parte do magistrado – “Não obstante o entendimento diverso ao de Vossa Excelência, não haverá interposição de quaisquer recursos contra a decisão em referência, tendo em vistas a consciência de que, neste momento, importa dar celeridade ao processo falimentar, tratando toda e qualquer outra questão por vias outras admitidas pela legislação pátria”, afirmou o usineiro no ofício.

João Lyra afirma ainda que não irá embargar o processo de venda das usinas instaladas em território mineiro – “Por fim, motivo maior desta manifestação, apresento minha anuência pessoal com a venda de ativos da Laginha Agroindustrial S/A., localizados no Sudeste do País, para fazer frente ao enorme passivo trabalhista da Massa [falida]. Da mesma forma, apresento minha anuência pessoal aos esforços para arrendar as unidades industriais, que em Alagoas ou Minas Gerais, com o propósito de manter valorizados os ativos da empresa, bem como possibilitar renda necessária à manutenção da Massa [falida] e pagamentos dos credores, deixando  clara minha posição no sentido de que, havendo venda e/ou arrendamento de ativos, devem todos os créditos apurados serem dirigidos rigorosamente e primordialmente ao pagamento de milhares de trabalhadores…”, destacou João Lyra.

A notícia foi bastante comemorada em Capinópolis – Os vereadores Cleidimar Zanotto e Caetano Neto da Luz, fizeram questão de citar o ofício na última reunião da Câmara Municipal realizada na última segunda-feira (18) – Os vereadores tem demonstrado grande preocupação com a atual situação do Município de Capinópolis.

Várias empresas e grupos estão interessados no arrendamento das unidades sucroalcooleiras do grupo João Lyra instaladas no Pontal do Triângulo Mineiro – O processo de arrendamento ou venda deve ocorrer em breve.

Semana da Pessoa com Deficiência Intelectual terá evento em Capinópolis

Em Morrinhos, operação “Ostentação” prende suspeitos de roubos