CANÁPOLIS, TRIÂNGULO MINEIRO – A Secretaria Municipal de Saúde de Canápolis, por intermédio da equipe do PSF 3 – Unidade Hermenegildo de Freitas, realizou Sala de Espera no combate ao tabagismo, com destaque para os malefícios do Narguilé.

De acordo com a enfermeira coordenadora do PSF 3, Thais Palhares, foi realizada palestra sobre o uso do narguilé e a iniciação ao fumo, qual seus riscos, as doenças que causam, com intuito de reduzir a prevalência de fumantes e consequentemente morbimortalidade relacionado ao consumo de derivados do tabaco.

PSF 3 promove ação de combate ao Narguilé
PSF 3 promove ação de combate ao Narguilé

A palestra foi realizada na Escola Estadual São Francisco de Assis pela enfermeira Thais Palhares.

Continua após a publicidade

De acordo com especialistas que atum no combate às drogas, o narguilé se apresenta de forma atraente, em formatos sedutores e cores diversificadas, podendo ser abastecido com fumos aromatizados.

Narguilé / reprodução
Narguilé / reprodução

Criou-se o falso conceito de segurança, incentivado pela ideia equivocada de que seria inócuos e muitos pais compraram a ideia de que seu uso não representaria perigo algum.

Fumar narguilé é altamente maléfico para a saúde. A água do narguilé não filtra, ela apenas esfria a fumaça. O monóxido de carbono é potencializado pela combustão do carvão, o que significa que chegará mais forte ao organismo; sua concentração equivale ao final de 40 minutos de utilização, a se ter fumado aproximadamente 100 cigarros.


Comments are closed.