mataria-1_g

De acordo com informações ainda não oficiais, o número de trabalhadores demitidos pode chegar a 400. O Sindicato dos Metalúrgicos de Catalão (SIMECAT) estava presente na porta da empresa protestando junto com os trabalhadores.

secretário-geral do SIMECAT, Thiago Cândido disse que a empresa fez um processo de demissão unilateral, sem comunicar ao sindicato. “Nós estamos movimentando junto com os trabalhadores para tentar fazer valer um acordo que foi feito junto com o Ministério do Trabalho, que em teoria, a empresa não poderia demitir mais funcionários até o final do mês de Outubro. Nós vamos debater a legalidade dessas demissões, mas a moralidade já foi prejudicada” disse o secretário. Thiago Cândido informou ainda, que o SIMECAT irá tentar a reintegração desses trabalhadores, ingressando com uma ação no Ministério do Trabalho. Em Julho, 179 funcionários já haviam sido demitidos.

Continua após a publicidade

img_20151002_104629283_g

O Portal Catalão conversou com Edmilson Costa, que trabalhava na montadora há 19 anos e agora estava na função de operador de empilhadeira. O agora ex-funcionário se apega na fé nesse momento difícil. “Muito triste essa situação, ver nossos colegas sendo demitidos e nesse momento crítico eu peço a Deus que que ele ajude a todos nós” disse ele. Quando perguntado se acredita na possibilidade de readmissões ele falou “eu deixo nas mãos de Deus, o que acontecer será bem aceito por mim”.

Na segunda (05), os trabalhadores que não foram demitidos entram em férias coletivas e também na segunda às 07:00h, haverá uma mobilização em frente a montadora que deverá reunir todos os demitidos, os ativos que estarão de férias e populares. Essa mobilização buscará chamar a atenção da empresa para a grave situação.

Em nota oficial, a Mitsubishi Motors do Brasil informou: “A queda de 21,4% nas vendas de automóveis entre janeirommc-capa_g e agosto impôs à MMC Automotores do Brasil um ajuste no quadro de colaboradores da fábrica de Catalão (GO), onde são produzidos 85% dos modelos vendidos no País. A montadora empreendeu todos os esforços possíveis para preservar o nível de emprego e prestará todo o apoio aos colaboradores desligados. A MMC, cujo capital é 100% nacional, acredita no futuro do país e na recuperação do mercado automotivo. Por isso, investiu R$ 1,3 bilhão em Catalão entre 2010 e 2015 e mantém os planos de lançar novos produtos no mercado nacional nos próximos anos. ”

Com informações de Portal Catalão


Comments are closed.