Atualizado em 08 de Outubro – 12h58m

Capinópolis, Triângulo Mineiro – Uma médica de 61 anos registrou ocorrência por agressão na tarde da última segunda-feira (05) de Setembro durante o plantão no Pronto atendimento do Município de Capinópolis – Uma jovem de 20 anos teria agredido e causado pequenas escoriações à médica.

De acordo com a versão da autora da agressão, sua sobrinha menor de idade havia sofrido um trauma no braço esquerdo e resolveu levá-la ao pronto atendimento – A médica de plantão estaria retardando o atendimento e só depois de algum tempo a garota foi atendida. Ainda segundo a autora, ela questionou se a médica iria solicitar um “Raio-X” para a saber a situação da lesão no braço da menina, momento em que a médica teria proferido as ofensas – “Sai daqui sua gorda! Tribufú!, buchuda!”, a autora então empurrou a médica, que caiu ao solo e teve ferimentos leves nos joelhos e cotovelo.

Continua após a publicidade

A versão da médica é de que a autora e outros familiares invadiram seu consultório e em dado momento, a jovem de 20 anos a empurrou e a pressionou contra a parede de um dos corredores, onde veio a sofrer pequenas escoriações.
A autora da agressão foi encaminhada à delegacia de polícia e orientada quanto as ofensas sofridas.

esteira
clique para ampliar

A médica foi alvo de denúncias de mal atendimento em Abril deste ano, onde vários vereadores utilizaram a tribuna da Câmara Municipal de Capinópolis para questionar o trabalho da médica. Na ocasião, os Edis utilizaram palavras “duras” contra a forma que a médica se relaciona com os pacientes. O caso teve grande repercussão na Internet, porém, a FAEPU manteve a profissional no quadro da instituição.

Em uma rede social, a autora citou – “Pois é fomos pra Ituiutaba chegando lá o médico pediu o raio x da criança… e lá foi tudo resolvido com todo respeito e carinho com a criança“, disse.

A menina teve o braço engessado em um hospital em Ituiutaba e foi encaminhada à Capinópolis.


Comments are closed.