Uso consciente da água deve ser prioridade diz SAE de Ituiutaba

SONY DSC

 ITUIUTABA, TRIÂNGULO MINEIRO –  A falta de chuvas é evidente. Enquanto algumas cidades do país já passaram, ou ainda passam, por dificuldades para manter o abastecimento de água, o forte calor faz com que a população, mesmo indo à contramão, gaste mais água, o que agrava a situação, levando o sistema de abastecimento a uma situação crítica.

Para ver de perto a situação do Ribeirão do São Lourenço, o prefeito de Ituiutaba, Dr. Luiz Pedro, acompanhado do diretor da SAE, Guilherme Franco Junqueira, do Secretário de Obras, Luiz Manoel e de uma equipe de técnicos da autarquia estiveram em uma das captações de água que abastece a cidade.

“É preciso incentivar a população para o uso da água de forma consciente, evitando desperdício, para assim manter o nosso abastecimento normalizado. Estamos usando todos os recursos que temos e prospectando investimentos para os próximos anos, para garantir uma ampliação na capacidade de abastecimento, pois a falta de chuva e o calor intenso estão agravando a situação, e só conseguiremos passar por esse período, com a ajuda da população”, reafirmou o diretor da SAE, Guilherme Franco Junqueira.

Apesar das diversas campanhas alertando para os cuidados com as nascentes, leitos de rios e matas ciliares, muitos não têm a consciência da importância da preservação dos recursos hídricos. Não é difícil flagrar atos de desperdício de água, fatores que só prejudicam e podem levar o abastecimento à uma situação crítica.

No passado, foram realizados investimentos na revitalização da nascente do Ribeirão do São Lourenço, isso garantiu o abastecimento durante muitos anos. Atualmente, existe um projeto que está revitalizando as matas ciliares em várias propriedades rurais onde corre o ribeirão, contudo isso não garante o abastecimento do município a curto prazo, uma vez que são medidas realizadas para amenizar problemas futuros da população.

“Se a falta de chuvas persistir e a população não colaborar, teremos que tomar medidas mais duras para coibir o desperdício de água, como dizem: Se souber usar não vai faltar! Por isso, conto com a colaboração de todos para economizarmos e fiscalizarmos nossos vizinhos, a fim de reduzir o desperdício e termos nosso fornecimento de água garantido”, concluiu Luiz Pedro.

É importante ressaltar e pedir à população que use a água de forma racional, evitando o desperdício, lembrando sempre que mesmo tendo água à disposição na torneira isso não significa que você pode usá-la de forma inadequada, todos somos responsáveis e devemos fazer a nossa parte. A economia de água pode fazer com que a população não sofra com as consequências de um rodízio de abastecimento.

Cada um deve fazer sua parte, economizando e denunciando, para evitarmos que todos paguem pelos atos de alguns. Denuncie o desperdício 0800- 34-81-95.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Prefeitura faz demolição de Ponte no ribeirão do Queixada em Capinópolis

CRAS comemora Semana da Criança em Canápolis