Carlos Diniz acredita que situação se normalize em fevereiro do ano que vem (Foto: Fernanda Resende/G1)
Carlos Diniz acredita que situação se normalize em fevereiro do ano que vem (Foto: Fernanda Resende/G1)

O salário relativo ao mês de novembro dos 14 mil servidores efetivos da Prefeitura de Uberlândia será pago com atraso. A previsão da Administração Pública é que os valores sejam quitados até o dia 10 de dezembro. Tradicionalmente, os pagamentos eram feitos no último dia útil do mês.

A informação foi dada nesta segunda-feira (30) pelo secretário de Finanças, Carlos Diniz. No sábado (28), foi feita uma antecipação salarial de R$ 900 para os servidores efetivos. Segundo o secretário, a quantia não foi depositada para os trabalhadores comissionados, que ainda não têm data definida para pagamento, normalmente quitado no 5º dia útil. “Infelizmente só tomamos nota da situação na sexta-feira, não deu tempo de informar antecipadamente aos servidores. Hoje nós fizemos uma chamada com a mesa de negociação justamente para esclarecer o que está sendo feito e as datas de pagamento”, disse.

A crise que atravessa o País e o Estado chegou a Uberlândia de uma forma bem acentuada. Tivemos ao longo desse ano quedas na arrecadação e que agora, nos últimos meses do ano, se agravou” Carlos Diniz, secretário

O secretário ressaltou que no mês passado o Município fechou com R$ 140 milhões em caixa. Durante novembro o dinheiro foi usado para pagar fornecedores, impostos e para manter os serviços básicos. O montante que restou foi de R$ 17 milhões para pagar uma folha de R$ 64 milhões. Desse valor, mais de R$ 6 milhões foram retirados para Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e o restante dividido no pagamento parcelado dos servidores.

Continua após a publicidade

A justificativa para o atraso dos salários é a queda de 14% nas receitas da Prefeitura em 2015 ante 2014. “A crise que atravessa o País e o Estado chegou a Uberlândia de uma forma bem acentuada. Tivemos ao longo desse ano quedas na arrecadação e que agora, nos últimos meses do ano, se agravou”, explicou.

O secretário já antecipou novo atraso para o pagamento relativo ao mês de dezembro, que só será feito em 12 de janeiro de 2016, para os efetivos.

Segundo Carlos Diniz, o prefeito, o vice-prefeito e os secretários, que também são cargos comissionados, estão sem receber. Carlos Diniz garantiu que a Prefeitura está fazendo todo um trabalho para que já em fevereiro de 2016 a situação com o funcionalismo público se normalize.

13º salário
Segundo Carlos Diniz, a primeira parcela do 13º salário foi normalmente paga no mês do aniversário para servidores efetivos nascidos entre janeiro e outubro. Quem faz aniversário em novembro e dezembro só receberá a primeira parcela no dia 10 de dezembro. A segunda parte, no entanto, ainda não tem data definida para cair, porém o secretário acredita que saíra até o fim do mês de dezembro.

O 13º de servidores comissionados, ainda de acordo com Diniz, não tem previsão. O secretário diz que a intenção do Município é fazer o acerto também em dezembro.

Fernanda Resende / G1


Comments are closed.