Fernando Pimentel - Governador do Estado de Minas Gerais
Fernando Pimentel – Governador do Estado de Minas Gerais

Paulo Braga / Tudo em Dia

MINAS GERAIS – Prometer e não cumprir, este parece ser uma constante em Governos do Partido dos Trabalhadores (PT). O então candidato ao Governo de Minas Gerais, Fernando Pimentel, muito crítico aos Governos vergonhosos de Aécio e Anastasia (PSDB), aprendeu a receita com Lula e Dilma – Criticar, prometer e não cumprir.

Em 2016, vários produtos e serviços terão aumento da alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de 12% para 18% dentro do Estado de Minas Gerais, onerando ainda mais o povo mineiro.

Continua após a publicidade

O Tudo em Dia separou uma lista de produtos que sofrerão ajustes da alíquota de ICMS – Medicamentos e materiais escolares também estão na lista (Veja a lista completa aqui).

O decreto foia assinado pelo governador Fernando Pimentel (PT), publicado no dia 1º de outubro no “Diário Oficial Minas Gerais”.

Smartphones, tablets, computadores e serviços de comunicação, como Internet e planos de voz, também serão afetados com a medida do Governo Petista.

Os mais de 150 produtos, ainda conforme o bloco de oposição, sofrerão aumentos de seis pontos percentuais, passando a alíquota do ICMS de 12 para 18%, uma alta de 50%. Já no caso de alguns produtos de construções, como blocos pré-fabricados, ardósia, granito, mármore e outras pedras ornamentais, a alíquota passará de 7 para 18%, um aumento de 157,4%.


Comments are closed.