Pilha de telhas cai e fere operário de obra em Uberlândia

A vítima, no instante do acidente, usava capacete e outros equipamentos obrigatórios de segurança (Foto: Renato Henriques)
A vítima, no instante do acidente, usava capacete e outros equipamentos obrigatórios de segurança (Foto: Renato Henriques)

Um operário de 46 anos teve uma fratura exposta em dois ossos da perna esquerda em um acidente em uma construção civil, na tarde desta segunda-feira (1º), no bairro Cidade Jardim, zona oeste de Uberlândia. O homem trabalhava na estrutura do telhado da obra, quando uma pilha de telhas caiu na sua perna. Para socorrer a vítima, os militares precisaram usar técnicas de rapel e salvamento em altura. O homem foi levado para a Unidade de Atendimento Integrado (UAI) do bairro Planalto e tem seu quadro estável.

No momento do acidente, o operário estava no interior do segundo andar fazendo a estrutura de madeira do telhado do sobrado. Segundo o tenente Deillon Gonçalves, que comandou a operação, havia uma pilha muito grande de telhas por cima da estrutura. “A madeira do telhado suporta apenas pesos distribuídos e não aguentou a carga concentrada da pilha de telhas que ele havia colocado anteriormente”, afirmou.

Os bombeiros precisaram de aproximadamente 40 minutos para retirar a vítima do local. Ele foi pres
o a uma maca e descido pelos militares com o auxílio de cordas.

Ainda segundo o tenente Deillon Gonçalves, o resgate precisou ter cuidado redobrado para não agravar a lesão da vítima. “Foram necessárias técnicas específicas de salvamento para a realizar a correta imobilização e a descida acontecer da forma mais suave possível”, disse. Ao todo, oito profissionais do Corpo de Bombeiros, em três viaturas, precisaram trabalhar no resgate.

A vítima, no instante do acidente, usava capacete e outros equipamentos obrigatórios de segurança para procedimentos em altura. Ele ficou consciente durante todo o atendimento dos bombeiros.

Correio de Uberlândia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Seguranças evitam furto de fiação elétrica na usina Vale do Paranaíba

Lucro do Itaú registra novo recorde e atinge R$ 23,35 bi em 2015, alta de 15,4%