Ituiutaba tem mais de 300 notificações de dengue e Zika só no mês de fevereiro de 2016

Mês de fevereiro já ultrapassa as 300 notificações de dengue e zika
Mês de fevereiro já ultrapassa as 300 notificações de dengue e zika

ITUIUTABA, TRIÂNGULO MINEIRO – Com todo mundo falando sobre o Aedes, antigamente conhecido somente como o “pernilongo da dengue” e que agora dissemina duas outras doenças perigosas, que é a Febre do Chikungunya e o Zika Vírus, iniciativas vêm sendo implementadas para conter a sua proliferação também em Ituiutaba.

Mesmo com todos os trabalhos de prevenção, tanto nas esferas federais e estaduais quanto municipais, muito ainda falta para atingir um nível maior de conscientização da população.

Hoje estudos e levantamentos, como o LIRA, mostram que cerca de 90% dos focos do Aedes estão dentro das residências e quintais e, contrastando com isso, temos os estudos que apenas 10 minutos de dedicação semanal são suficientes para manter as residências sem focos dos mosquitos.

Somente no mês de fevereiro temos 319 notificações de dengue e 6 notificações de Zika Vírus. No caso da dengue, o Centro segue na liderança das notificações com 46 notificações, seguido pelo bairro Platina com 32 notificações, enquanto no Zika Vírus o bairro Setor Norte com 3 das 6 notificações.

Várias ações estão em prática para o enfrentamento do Aedes e a busca pela redução dos números da doença a Vigilância Ambiental em Saúde está com um cronograma de atividades já sendo levado às ruas. Foram feitas mobilizações em diversos bairros, seguidas por mutirão de limpeza, e este final de semana mais uma ação percorreu parte de 4 bairros.

Foi criado o projeto “Casa Limpa é Ituiutaba sem Dengue” para buscar incentivar as iniciativas de manter casas e quintais limpos sem focos, inclusive com premiações para as residências que não tiverem focos de dengue. “Estamos trabalhando e precisamos da ajuda da nossa população, mantendo sua casa e quintais livres de focos, por que são poucos minutos que fazem muita diferença. Somente assim venceremos a batalha contra o Aedes”, comentou o coordenador da Vigilância Ambiental em Saúde, Antônio Carlos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leandro Hassum não vai ajudar irmão preso: “Quero que ele se dane”

Homem de 31 anos é preso com maconha e munições de arma de fogo em Ituiutaba