30032016-psf

CAPINÓPOLIS – A Secretaria Municipal de Saúde, por intermédio da equipe do PSF Recanto das Acácias – Unidade Osvaldo Prado realizou na última semana Sala de Espera falando sobre tuberculose.

 Segundo a coordenadora do PSF, Vanessa Guimarães, a reunião foi com o Grupo Hiperdia (hipertensos e diabéticos) onde falou-se sobre infecção urinária e orientação sobre o Dia Mundial de combate à tuberculose. “Quanto mais informação o nosso usuário do dia a dia receber, melhor será para que ele tenha qualidade de vida”, disse.

Continua após a publicidade

 Quanto a tuberculose, segundo especialistas, o tratamento é feito com três drogas diferentes: pirazinamida, isoniazida e rifamicina. Durante dois meses, o paciente toma os três medicamentos e, a partir do terceiro mês, toma só isoniazida e rifampicina.

 O bacilo da tuberculose cresce fora e dentro da célula de defesa. Quando está fora, não só se multiplica muito rápido como adquire resistência também muito depressa. Para impedir seu crescimento e divisão fora da célula se fazem necessárias as três drogas e o tempo mais prolongado de tratamento.

 Dentro da célula de defesa, ele cresce mais lentamente e a indicação é usar uma droga que penetra na célula a fim de bloquear o crescimento da bactéria em seu interior. Por isso, os remédios devem ser tomados por seis meses. Já se tentou reduzir para quatro meses, mas a taxa de recidiva foi muito grande.

 É fundamental seguir à risca o tratamento. O que se tentou fazer, e com bons resultados, para facilitar a adesão dos pacientes foi prescrever doses mais altas para serem tomadas apenas dois dias na semana.


Comments are closed.