Em ações ousadas, bandidos ameaçaram uma policial civil e outra militar, que tiveram suas residências invadidas por criminosos em duas diferentes ocorrências registradas no estado na noite de ontem e manhã de hoje. No primeiro caso, em Pompéu, na Região Central, a escrivã da Polícia Civil (PC) Rilelys Braga de Vasconcelos, de 34 anos, lotada na delegacia da cidade, foi surpreendida com a porta da cozinha de sua casa arrombada e muitos pertences levados pelos criminosos.

A lista de objetos roubados inclui eletrônicos, eletrodomésticos, joias e, inclusive, sua pistola .040, do armamento da PC. De acordo com informações da Polícia Militar, responsável pelo boletim de ocorrências, uma mensagem foi deixada pelos bandidos no box do banheiro: “matar vc e seu marido espancador de preso”, dizia o texto escrito com creme dental. O ex-marido da policial civil, identificado como Renato Carlos Bernardo, de 35, é agente penitenciário.

Antes de sair, os assaltantes ainda não identificados, nem presos, ainda cortaram os pneus de dois carros e de uma moto que estavam na garagem da casa. A perícia esteve no local e a PC investiga o caso. Inicialmente, não há suspeito, segundo a PM.

Continua após a publicidade

Já em Lagoa Santa, foi a vez da soldado Geni Alves ter sido alvo de criminosos. Na tarde de hoje, ela teve sua casa alvejada por tiros. O imóvel fica na Rua Gonçalves, em Lagoa Santa, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A militar estava na companhia de polícia e a situação ficou tensa na residência, já que uma pessoa, ainda não identificada, foi baleada. Viaturas da PM atenderam à ocorrência, mas o autor não foi identificado. Até o fim desta tarde, ninguém havia sido preso. Uma ligação anônima informou um possível endereço do autor e a polícia faz rastreamentos na região.


Comments are closed.