Policial federal Newton Ishii, durante uma das ações da Operação Lava-Jato Foto: GIULIANO GOMES / ESTADÃO CONTEÚDO
Policial federal Newton Ishii, durante uma das ações da Operação Lava-Jato
Foto: GIULIANO GOMES / ESTADÃO CONTEÚDO

Conhecido por conduzir os alvos da Operação Lava-Jato, Newton Ishii, o “Japonês da Federal”, foi preso na manhã desta quarta-feira em Curitiba. O mandado foi expedido pela 4ª Vara da Justiça Federal de Foz do Iguaçu (PR).

Em março, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou parcialmente o recurso de Ishii e manteve a sentença da Justiça Federal no Paraná, que o condenou por corrupção e descaminho, por ter facilitado a entrada no Brasil de produtos contrabandeados do Paraguai.

O “Japonês da Federal”, que até ganhou marchinha de Carnaval, foi um dos 19 policiais federais alvos da Operação Sucuri, deflagrada em 2003 para apurar um esquema formado por agentes da PF e da Receita Federal que facilitava o contrabando de produtos ilegais na fronteira com o Paraguai em Foz do Iguaçu.

Continua após a publicidade


Comments are closed.