Combate às drogas é tema de palestra no CRAS Natal
Combate às drogas é tema de palestra no CRAS Natal

ITUIUTABA, TRIÂNGULO MINEIRO – Na Semana de Combate ao Alcoolismo e Drogas, a equipe do CRAS Natal, órgão que responde à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social de Ituiutaba, neste ano, deu foco do encontro com a família.

A droga é toda e qualquer substância que é capaz de modificar a função dos organismos vivos, resultando em mudanças fisiológicas ou de comportamento. Temos as mais frequentes: álcool, nicotina, cocaína, anfetaminas e êxtase, inalantes, ansiolíticos, benzodiazepínicos e maconha.

Continua após a publicidade

Cada substância age no cérebro de uma maneira e são utilizadas pela humanidade com propósitos distintos, podendo estes ser lícitos ou ilícitos. Assim, surgiram classificações para organizar tais substâncias e seus modos de consumo.

A magnitude do problema do uso indevido de drogas, verificada nas últimas décadas, está ganhando proporções tão graves que hoje é um desafio da saúde pública no país. Além disso, este contexto também é refletido nos demais segmentos da sociedade por sua relação comprovada com os agravos sociais, tais como: acidentes de trânsito e de trabalho, violência domiciliar e crescimento da criminalidade.

Os motivos que podem levar uma pessoa a se entregar ao vício de drogas são vários e vão desde a necessidade de aceitação por um grupo até um problema de cunho familiar ou emocional.

Da mesma forma são inúmeras as pessoas que se aproveitam disso para traficar e obter lucros com as fraquezas alheias.

Mas como resolver essa situação? O tráfico cresce porque cresce o número de usuários de drogas. Este número aumenta porque aumenta o tráfico de drogas. Isso significa que não adianta combater às drogas simplesmente como um “problema de polícia”.

Não adianta lutar contra o tráfico, enquanto crime, e esquecer-se de lutar contra as causas que levam as pessoas ao consumo e a dependência química. O combate às drogas deve se dar também no âmbito educacional, psicossocial, econômico e até mesmo espiritual.

Muitos setores da sociedade já perceberam isso e, em consequência, aumentam as campanhas de combate às drogas e as organizações que visam à recuperação de dependentes químicos e sua reintegração na sociedade.

A ajuda e as dicas de um profissional competente, como um psicólogo ou psiquiatra, são de extrema importância para o próprio dependente e para aqueles que têm que lidar com um. Outro fator relevante é tornar o dependente ciente de seu comportamento quando está sob efeito da droga e as consequências que ele traz para si e para as demais pessoas, sendo que toda a família adoece junto ao dependente.

“Pensando em discutir tudo isso, o CRAS Natal abraçou esta campanha e convidamos para fazer uma palestra com os adolescentes do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos e seus familiares, Dr. Nilson Roberto Pereira, técnico administrativo da UFU, que é conhecedor do assunto e falou com os presentes de forma esclarecedora. O nosso objetivo foi motivar as crianças e jovens a adotarem atitudes que promovam a saúde e uma vida digna”, comenta a coordenadora do CRAS Natal, Dalila Morais Santos.

“As palestras realizadas nos CRAS de Ituiutaba são de extrema importância para levar às comunidades onde estão inseridas essas instituições o maior número de informações relevantes sobre assuntos que geram questionamentos, como é o caso do combate às drogas”, avalia a secretária de Desenvolvimento Social, Sônia Correa do Carmo.


Comments are closed.