Esgotamento mental no trabalho – Síndrome de Burnout / Amanda Cunha

A Síndrome de Burnout / © Royalty-Free/Corbis
A Síndrome de Burnout / © Royalty-Free/Corbis

A vida profissional ocupa um papel central na vida de muitos indivíduos, como meio de inserção social e na formação de sua identidade. O bem-estar no trabalho se dá pelas expectativas na atividade profissional e a concretização do seus objetivos na profissão. Algumas pessoas tem uma intensa atividade profissional e vivem sob tensão em algumas profissões que exigem muito do trabalhador e então ele passa por dificuldades gerando um esgotamento mental.

Um ambiente de trabalho onde ele se sente muito pressionado (seja pelo chefe, colegas e etc), e também onde não há harmonia, faz com que o individuo não se sinta um profissional realizado e competente gerando um alto nível de estresse, podendo evoluir para o esgotamento mental no trabalho ou Síndrome de Burnout. Um ambiente de trabalho desfavorável que não oferece condições para o desempenho profissional gera um estresse contínuo que desgasta emocionalmente, fisicamente e psicologicamente. Os indivíduos que exercem profissões que exigem um contato contínuo com outras pessoas, lidando com a angústia das mesmas, tem mais probabilidade de sofrerem o Burnout, exemplos: Profissionais da área da saúde, policiais, professores, entre outros; mas isso não significa que pessoas de outras profissões não possam ter esse esgotamento.

A Síndrome de Burnout frequentemente pode ser confundida com a depressão, pois há alguns sintomas parecidos como: pensamentos negativos, fadiga, falta de ânimo para ir ao trabalho, comportamentos agressivos, dificuldades de concentração, desmotivação para atividades que antes eram prazerosas e etc. Há também alguns sintomas físicos como: dores de cabeça, insônia, dores pelo corpo, exaustão,  dores de barriga, entre outros. Quando os sintomas aparecem, os prejuízos ficam em evidência gerando licenças médicas no trabalho, faltas frequentes e depreciação nos relacionamentos interpessoais.

A psicoterapia é necessária neste quadro, pois a pessoa precisa de ajuda para desenvolver mecanismos e se defender do esgotamento mental. O psicólogo vai auxiliar o paciente a exercer novas formas de lidar com o ambiente de trabalho e consequentemente melhorar o seu quadro emocional.

Cuide de sua saúde psicológica, se permita, você merece esse cuidado!

Amanda Cunha - Colunista do Tudo em Dia
Amanda Cunha – Colunista do Tudo em Dia

Amanda Alves Rodrigues da CunhaPsicóloga Clínica e Organizacional.

Atendimento Infantil, Adolescente e Adulto- CRP 04/45639.  Particular e Convênios.

Av107,n°509-Capinópolis-MG Telefone:(34)9-9183-8899   email:[email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Polícia Civil prende casal suspeito de matar recém-nascido em Ituiutaba

Líder do DEM questiona legalidade de ‘vaquinha’ feita por Dilma