08072016-acidente-caminhão-carreta-monte-alegre-de-minas-1Dois acidentes graves foram registrados na manhã desta sexta-feira, 8 de julho, na BR-365, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro. O primeiro foi próximo ao trevo de Tupaciguara, em Xapetuba. A batida envolveu três veículos de carga. A carga de uma delas ficou espalhada pela rodovia.

O motorista do primeiro caminhão disse que o veículo teve uma falha mecânica. A Polícia Rodoviária inclusive deu assistência para consertar o problema e deu orientações de sinalização, já que o caminhão parou logo após uma curva. Um amigo que seguia viagem em comboio também parou o caminhão logo à frente.

___ O texto continua após a publicidade ___

Eles colocaram vários cones e galhos de árvore. “Passamos a noite toda sinalizando. Agora de manhã, por volta das 6h, o cara veio e passou por cima dos cones, bateu no meu caminhão e bateu no caminhão do meu colega também, que estava parado na frente, me auxiliando.”

A terceira carreta, que teve a cabine completamente destruída, bateu em um caminhão que estava carregado com 37 toneladas de milho e grande parte da mercadoria ficou espalhada na pista.

As pessoas no local disseram que o motorista saiu andando do veículo e aparentava ter sofrido apenas ferimentos leves na boca.

SEGUNDO ACIDENTE

Um homem morreu esmagado por uma carreta, em um grave acidente na manhã desta sexta-feira, 8, na BR-365, a aproximadamente 3 quilômetros de Monte Alegre de Minas, no Triângulo Mineiro.

Segundo informações de testemunhas, o motorista de um caminhão parou no acostamento para fazer um ajuste na carga de pallets que estava torta na carroceria. Ele precisava apertar as cordas que amarravam a carga.

Ao passar por baixo do caminhão para chegar ao outro lado, sentido acostamento/rodovia, foi atingido em cheio por uma carreta em alta velocidade.

A carreta passou esbarrando em toda a lateral do caminhão estacionado. Como o motorista teria saído de baixo, foi esmagado na lateral do próprio veículo e teve o corpo praticamente triturado.

Nossa equipe tentou a identificação da vítima com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), mas a informação foi negada.

Com informações do portal UIPI


Comments are closed.