A campanha eleitoral para as eleições que ocorrerão em dois de Outubro deste ano, terão início nesta terça feira (16) de agosto em todo o Brasil.

Em Capinópolis, o embate político será realizado entre três candidatos – Jean (SD), Jorginho (PSDB) e Cleidimar Zanotto (PSB).

Em Cachoeira Dourada de Minas, Zé Márcio (PSDB) e Ovídio (PMDB) devem polarizar a disputa pelo Executivo.

Continua após a publicidade

Em Ipiaçu, três candidatos também registraram suas candidaturas – Amarildo Oliveira (PMB), Amilton Amorin (PR) e Léo da Rádio (PSD).

Nas redes sociais, o clima já tomou tonalidade eleitoral há vários dias  – Os grupos do WhatsApp, destinados aos simpatizantes de cada partido, já adotam tom áspero uns contra os outros.

Os 90 dias disponíveis em 2012 foram reduzidos para 45 em 2016. Além disso, o período de veiculação de propagandas em TVs e rádios também foi reduzido e caiu de 45 para 35 dias.

Pesquisas apontam que a saúde foi citada por 77% dos entrevistados, seguida pela educação, com 35%. A terceira colocação ficou com a manutenção de calçamentos de ruas e avenidas, com 22%.

“As campanhas municipais são focadas nas realidades locais: serviços públicos, filas em postos de saúde, buracos nas ruas, falta de pontos de ônibus. Em cidades maiores, às vezes, há respingos de temas nacionais, que podem ser usados de forma secundária”, disse o especialista em marketing político, eleitoral e governamental Leandro Grôppo, da cidade de Uberlândia.

Em Julho deste ano, o cartório Eleitoral da Comarca de Capinópolis realizou um encontro para explicar as mudanças na Legislação Eleitoral. Assista ao vídeo.

Corpo a corpo

Segundo especialistas, os candidatos devem apostar mais na propaganda corpo a corpo na hora de pedir votos. Isso porque, além da diminuição do período eleitoral, os candidatos ainda terão limitações para gastos e doações, que estão restritas a pessoas físicas.

Para o cientista político Leonardo Barbosa, da cidade de Uberlândia, o número de abstenções nas eleições de 2016 pode superar as registradas em anos anteriores. O motivo é a descrença de alguns setores da população com a política. E mais um obstáculo que vai exigir maior esforço dos candidatos. “Há uma parte de pessoas que não desejam nenhum candidato, que irão se afastar porque acreditam que política é coisa de gente de má índole”, disse.

O limite de gastos por candidatos na Comarca de Capinópolis foi estabelecido da seguinte forma:

CAPINÓPOLIS:

11.302 eleitores / Gasto para prefeito: R$94.283,40 / Gasto para vereador: R$ 18.309,04

IPIAÇU:

3.733 eleitores / Gasto para prefeito: R$63.389,81 / Gasto para vereador: R$ 2.275,00

CACHOEIRA DOURADA:

2.018 eleitores / Gasto para prefeito: R$25.293,36 / Gasto para vereador: R$ 3.353,32

Os valores poderão ser atualizados pelo TSE e serão divulgados.

Internet

Dada a largada, a partir de terça-feira (16), candidatos irão às ruas, canais televisivos e redes sociais para o festival de pedidos de votos. Neste ano, a lei eleitoral proíbe a distribuição de brindes, como camisetas e bonés, a realização de comícios com shows de artistas, remunerados ou não, e a propaganda eleitoral por meio de outdoors, mesmo os eletrônicos. Também está vedada a pintura de muros e a instalação de placas, bonecos e faixas em vias públicas.

Por outro lado, o uso de carros com som está autorizado das 8h às 22h, desde que se respeite uma distância de 200 metros de prédios públicos, escolas e hospitais. Folhetos com propagandas para candidatos a prefeitos devem deixar de forma explícita a coligação de apoio, enquanto para vereador é necessário apenas a identificação do partido.

A propaganda em redes sociais está autorizada, desde que não seja paga. Também é permitida a veiculação de propagandas em mídias impressas, no limite de um oitavo de uma página de jornal, ou um quarto de página para revistas ou tabloides. E é obrigatória a divulgação do valor pago pelo espaço.


Comments are closed.