CAPINÓPOLIS, TRIÂNGULO MINEIRO – A “Massa Falida”, que faz a gestão dos ativos do falido Grupo João Lyra (JL), emitiu nota oficial sobre o incêndio que atingiu a usina sucroalcooleira Vale do Paranaíba na madrugada do último domingo (14).

A unidade industrial fica instalada na MGT-226, entre Capinópolis e Ipiaçu.

As chamas tiveram início em uma lavoura de cana-de-açúcar que fica ao lado da usina – O fogo atingiu alguns pneus, mangueiras de irrigação, equipamentos da indústria e vários caminhões, que estavam inoperantes e sob estacas.

Continua após a publicidade

Os bombeiros do município de Ituiutaba, cidade que ficam há mais de 50km de distância, foram acionados para conterem as chamas – Outras três equipes com caminhões “pipa”, também auxiliaram no combate às chamas.

LEIA A NOTA OFICIAL DA “MASSA FALIDA” ENCAMINHADA AO TUDO EM DIA

Nota de Esclarecimento

A Administração Judicial da Massa Falida de Laginha Agroindustrial S/A vem por meio desta ratificar a informação acerca da audiência que ocorrerá no dia 15 de setembro de 2016, às 9h, na 1ª Vara da Comarca de Coruripe/AL, na qual o juiz responsável pela condução do processo de falência receberá envelopes com propostas de empresas interessadas em adquirir as unidades pertencentes à Massa Falida, quais sejam as usinas Vale do ParanaÍba (Capinópolis/MG) e Triálcool (Canápolis/MG). O Edital de Convocação foi publicado no dia 12 de agosto de 2016 (sexta-feira) nos jornais Gazeta do Pontal (Ituiutaba/MG) e Gazeta de Alagoas (Maceió/AL).

Infelizmente, no dia 14 de agosto de 2016 (domingo), um incêndio suspeito e de grandes proporções tomou conta da região rural onde fica localizada a unidade Vale do Paranaíba, no município de Capinópolis/MG, atingindo um remanescente de ativo biológico nas cercanias da unidade e o pátio onde estão localizados alguns dos bens inservíveis da irrigação e mecanização, bens estes que fazem parte do acervo disponibilizado para leilão, entretanto tal fato não impedirá a realização do leilão de bens inservíveis que está designado para o dia 25 de agosto de 2016 no Fórum de Maceió/AL.

Diante do acontecido foram prontamente tomadas as providências cabíveis no sentido de se apurar responsabilidades, mediante a solicitação de instauração de inquérito policial, reforço da segurança e demais providências administrativas e judiciais.

Destaca-se que a indústria foi preservada em sua totalidade, tudo isso, graças às ações coordenadas por toda a equipe de colaboradores e com o apoio incondicional dos parceiros: Dow, Cargil, BP, bem como de muitos amigos, cujo o trabalho foi de suma importância, agindo em pontos estratégicos no combate ao incêndio, preservando assim o patrimônio da Laginha Agroindustrial S/A.

Assim, continuamos contando com o apoio e conscientização geral dos ex-colaboradores, da sociedade civil organizada, dos órgãos administrativos e judiciais, para que juntos possamos redobrar os cuidados e atenção objetivando a conservação das unidades Triálcool e Vale do Paranaíba, tudo no sentido de se cumprir a lei, fazendo com que o pagamento tão esperado por todos os credores, em especial pela classe trabalhadora, venha a acontecer.

 

Documento digitalizado

Download (PDF, 181KB)

 

 


Comments are closed.