Padrasto é preso suspeito de estuprar e matar menino de 5 anos

BELO HORIZONTE – Um jovem de 23 anos foi preso suspeito de ter estuprado e matado o enteado de 5 anos, na noite dessa quinta-feira (1º), em Belo Horizonte. A criança apresentava diversos hematomas pelo corpo, lesão grave no ânus e traumatismo craniano. Contudo, o padrasto negou o crime, alegando que o garoto caiu de uma escada e depois dentro do banheiro.

A Polícia Militar (PM) compareceu a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Nordeste, no bairro São Paulo, ao receber uma denúncia de estupro. O suspeito levou Frank Yago Alves Barreto achando que o menino tinha sofrido uma parada cardíaca, após ter caído da escada há dois dias, dentro de casa.

Porém, na presença da mãe do garoto, uma mulher de 33 anos, o padrasto disse que a queda da escada aconteceu há cerca de dez dias e que nessa quinta a criança teria voltado a cair dentro do banheiro e batido a cabeça. O homem, então, afirmou ter dado Dipirona para o menino, que dormiu. Como ele demorou a acordar, foi até o quarto e notou que Frank estava pálido. Nesta hora, chamou um táxi e levou a vítima à unidade de saúde.

A mãe de Frank contou que é agente penitenciária e que só fica em casa durante à noite. Como o companheiro está desempregado, ele ficava com Frank e os irmãos, uma menina de 10 e um menino de 11. Após o jovem contar a ela que o filho caiu, ele teria afirmado que a criança passava bem, que estava brincado, mas que teria o deixado uma semana sem ir à escola.

Os irmãos de Frank garantiram à PM não terem visto o mais novo cair da escada, como o padrasto afirmou, mesmo os dois estão na casa. Eles também passaram por exames, mas não foram constatados indícios de violência sexual.

A perícia esteve na residência da família e apreendeu edredom, fronha e lençol para testes. O suspeito foi encaminhado para a Central de Flagrantes da Polícia Civil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Empossado, Michel Temer ganha ‘imunidade’

Mulher sofre estupro coletivo em Uberaba após ser assaltada por 6 homens