Presos em Uberlândia, suspeitos de envolvimento em roubos e explosões de caixas eletrônicos

Materiais apreendidos durante a Operação Tortuga (Foto: Polícia Militar/Divulgação)
Materiais apreendidos durante a Operação Tortuga (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

A Polícia Militar (PM) realizou neste sábado (10) prisões durante fase da Operação “Tortuga”.

Três suspeitos foram presos no Bairro Shopping Park, em Uberlândia . Além disso, foram cumpridos mandados de busca e apreensão relacionados aos suspeitos de integrar um grupo envolvido com roubo de carros e também de explosão de caixas eletrônicos. Outros quatros suspeitos já haviam sido presos durante a semana e uma mulher foi presa em Araxá.

A partir de agora, as investigações prosseguem com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público, que investiga a ação da organização criminosa.

“O grupo roubava os carros, adulterava as placas e saía de Uberlândia para cometer os crimes de explosão e roubo de caixas eletrônicos em outras cidades. A suspeita é de que eles agiam em diferentes regiões de Minas Gerais e não descartamos ações em outros estados. Na sequência dos trabalhos, com a perícia dos celulares apreendidos e depoimentos dos suspeitos, os promotores vão identificar quantos roubos foram realizados e em quais locais”, explicou o major Miller Michalick, subcomandante do 17º Batalhão da PM.

No balanço das três fases da Operação Tortuga, PM e Gaeco apreenderam sete carros e uma moto, além de placas clonadas, quatro celulares, munições e oito armas. “Apreendemos armamentos importados de uso restrito, como a pistola glock 9 milímetros, que funciona no sistema de rajada, semelhante a uma metralhadora. O fuzil 762 tinha mira laser e silenciador”, explicou o major.

A Justiça acatou o pedido de prisão preventiva dos oito presos na operação. “Eles tinham divisões de tarefas e hierarquia. Neste sábado, prendemos o suspeito de chefiar o grupo. Todos vão responder ao processo reclusos até decisão da Justiça”, explicou o major.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mãe de gestante assassinada em Ituiutaba ganha guarda definitiva da neta

Samsung emite nota sobre as baterias do Galaxy Note 7 estão explodindo