Semana Nacional do Trânsito leva o seguinte tema “Eu sou + 1 por um trânsito + seguro”

ITUIUTABA, TRIÂNGULO MINEIRO – Com o tema “Eu sou + 1 por um trânsito + seguro”, estão sendo realizadas, de 18 a 25 de setembro, as comemorações da Semana Nacional do Trânsito de Ituiutaba.

Mais uma vez, o Departamento de Trânsito e Transporte de Ituiutaba – DTTI, realizou a montagem de uma “Trânsitolândia”, no Ginásio Romão, que irá atender crianças de 8 a 12 anos nos dias 21, 22 e 23 de setembro.

A parceria da Secretaria de Obras, pelo Departamento de Trânsito e Transportes – DTTI, com a Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Lazer, está oferecendo todo o suporte para contemplar o máximo de alunos e ainda disponibilizou transporte para a realização de um passeio educativo em algumas ruas da cidade, onde estão sendo apresentadas situações relacionadas ao trânsito.

Acompanham o passeio, um agente de trânsito ou policial militar, os quais utilizam as situações observadas para ensinar os alunos a lutar por um trânsito mais seguro, e, paralelamente, está sendo realizado blitz educativas com o mesmo intuito.

Estão apoiando as ações a PMMG, CBMG, Polícia Militar Rodoviária, Lions Clube, empresas privadas, como a BP Bioenergia, Auto Escola Piloto, Auto escola Ferrari, Construtora Colunas e Paranaíba Transportes.

“É bom destacarmos a importância de trabalhar com nossas crianças, uma vez que são perceptivos os resultados alcançados em termos de conscientização, onde a criança incentiva seu pais/motoristas a cumprirem as leis de trânsito, e ainda estas práticas refletirão diretamente nos motoristas do futuro”, ressaltou o coordenador dos agentes de trânsito e transporte de Ituiutaba, Dener Lacerda Queiroz.

O grupo de Escoteiros “Antônio Mendes” de Capinópolis e uma equipe da empresa Monsanto, também participaram do evento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Homem de 56 anos morre em acidente na BR-365, entre Santa Vitória e Ituiutaba

Pai biológico deve pagar pensão de filho criado por outro homem, decide STF