CAPINÓPOLIS, TRIÂNGULO MINEIRO – Uma mulher de 35 anos foi presa após matar dois cães a facadas e ferir um terceiro cão – O fato ocorreu no último dia (7) na Rua Ykeda, no bairro Novo Horizonte, periferia de Capinópolis.

De acordo com relatos de moradores vizinhos, a mulher possuía quatro cães de estimação e teria esfaqueado três dos animais.

A Polícia Militar (PM) foi acionada e compareceu à residência da mulher acusada, porém, ninguém apareceu – A sirene da viatura foi acionada, mas ninguém abriu o portão da residência. O filho da autora estava do lado de fora de casa e temia entrar na residência, afirmando que a mãe estava “fora de si”.

Continua após a publicidade

Os militares abriram o portão e um cão fugiu aterrorizado, não sendo possível avaliar o estado de saúde do animal – Logo em seguida, uma cão preto, de pequeno porte estava com sinais de facadas e com os olhos para fora do crânio – Outros dois animais estavam sangrando muito e agonizando com perfurações no abdômen.

A moradora da casa não atendeu aos chamados dos policiais – A porta da cozinha e a janela do quarto estavam abertas – A mulher estava dormindo. Os militares insistiram em chamar a autora, porém, ela não atendia.

Em dado momento, a mulher se levantou bastante agressiva, xingando muito – A mulher correu até o armário da cozinha e pegou um objeto, possivelmente, um ralador de alimentos e ameaçou arremessar o objeto aos policiais. Os militares conseguiram conter a mulher.

A autora foi levada ao pronto socorro para um possível atendimento, porém, recusou a análise clínica e resistiu a entrar na viatura para ser conduzida.

Dois animais esfaqueados morreram.

Segundo Gabriela Caroline, representante da Associação de Proteção aos animais de Capinópolis (Spac), a atitude é inadmissível – “Estamos chocados com o fato – Quando se faz o compromisso de ter um animal, tem que ter a consciência que não é um brinquedo que se enjoa e deixa de lado, é como um filho, precisa de cuidados. Ninguém está obrigado a comprar ou adotar um animal, mas caso o faça, deve ter responsabilidade. Tomar uma atitude como essa, de esfaquear e matar os animais, é inadmissível”, disse Gabriela.

A mulher não deixou claro os motivos que levaram a agredir e assassinar os animais – Segundo a ocorrência policial registrada, vizinhos disseram que a mulher é conhecida pelo temperamento explosivo e agressivo.