Adriana, esposa de Marcos Ferreira
Adriana Ribeiro, esposa de Marcos Ferreira

ITUIUTABA, TRIÂNGULO MINEIRO – A esposa do jornalista Marcos Ferreira, suspeito de matar  Simone Marca, de 30 anos, dentro de uma Igreja em Ituiutaba no último sábado (8), falou com a imprensa pela primeira vez na tarde desta segunda-feira (10).

Adriana Ribeiro é casada com o jornalista Marcos Ferreira há 7 anos é sócio-proprietária de Marcos em um jornal na cidade de Ituiutaba – Eles também mantinham uma página no facebook com notícias da região.

Continua após a publicidade

A esposa de Marcos relata que também é vítima e não imaginava que o marido poderia ser capaz de tamanha barbaridade. Ela afirma que sabia do relacionamento extraconjugal do marido.

Eu tenho passado um pedaço difícil desde que ele se envolveu nesse relacionamento. A situação nossa piorou, eu sabia de muita coisa“, disse. Segundo Adriana, Simone Marca tentou terminar com Marcos muitas vezes. “Ela tentou separar dele, esteve fora (da cidade), ela saiu do serviço…”, disse em entrevista à repórter Gabriela Ceschim.

Apesar de confessar que o marido tem um temperamento difícil, disse estar surpresa com a brutalidade do crime e deixa por entender que também era vítima. “Por pior que fosse eu nunca esperava que o Marcos chegasse a tanto, mesmo que já teve casos de violência. Foi muito triste.”

A empresária afirmou que está recebendo várias ameaças e que não vai mais continuar com o Jornal, cujas atividades já foram encerradas nesta segunda-feira, 10.

A delegada Roberta Borges afirmou que vários depoimentos de pessoas que presenciaram o assassinato indicam que Marcos Ferreira é uma pessoa fria e que agora estaria tentando dissimular um estado depressivo para justificar o cometimento do crime.

O investigado deverá ser indiciado por homicídio doloso, quando há intenção de matar. A pena é prevista entre 12 e 30 anos de prisão.

Ele alega violenta emoção, porém isso está sendo descartado da nossa investigação, pois na oitiva de todas as pessoas no flagrante ele aparentemente é uma pessoa fria. Ele será indiciado por homicídio doloso com algumas qualificadoras: motivo fútil, meio cruel, tendo em vista que ele cortou ela viva, e pelo inciso do feminicídio, quando o autor pratica o crime contra a mulher levando em consideração a violência de gênero, no caso a Maria da Penha”, afirma.

Marcos continua preso no Presídio Regional de Ituiutaba.

Simone Marca foi enterrada na cidade Natal, Serra Alta-SC.


Comments are closed.