Paulo BragaBrasil

19102016-trump-clinton-800É notório que a comunicação no século XXI  avançou e toma um caminho que visa o estreitamento das relação entre o mundo todo. Neste ano, 2016, as eleições Municipais no Brasil foram marcadas pelo papel das redes sociais, onde grande parte dos candidatos registraram seus perfis, principalmente no Facebook, para apresentar suas propostas.

Como profissional de marketing, atuei nas eleições de 2012 e os websites e o SMS roubaram a cena, sendo os principais meios de propagação – Em 2016, os websites foram deixados em 2º plano e o SMS não teve destaque, sendo substituído pelas mensagens instantâneas do WhatsApp.

Continua após a publicidade

Um fato curioso nas eleições presidenciais nos Estados Unidos da América é a força que o Facebook – Rede social criada em Fevereiro de 2004 pelo estudante Mark Zuckerberg.

Segundo publicação do New York Times em Outubro de 2016, Um lembrete de 17 palavras publicado pelo Facebook contribuiu para um aumento substancial do registro on-line de eleitores, de acordo com autoridades eleitorais dos Estados Unidos. “O Facebook claramente fez com o ponteiro se movimentasse”, afirmou Alex Padilla, secretário de Estado da Califórnia, em entrevista ao periódico estadunidense.

Os dois grupos —mulheres e jovens— tendem a favorecer o Partido Democrata, onde a candidata Hillary Clinton, 68, encabeça a chapa presidencial. Na Califórnia, por exemplo, quase 24% dos eleitores registrados on-line durante a campanha do Facebook vieram da faixa etária dos 17 aos 25 anos. Outros 30% são californianos entre 26 e 35 anos.

O polêmico empresário Donald Trump, 70, é o candidato Republicano e grande apoio dos eleitores masculinos.

De acordo com a agência de notícias Reuters, a rede social de Zuckerberg tem apresentado grande influência nas eleições e o simples lembrete pode ter aumentado de 15 a 24% no número de registro de eleitores.

Um mergulho na história da comunicação

O correio é considerado um dos mais antigos meios de comunicação, de forma que os egípcios já utilizavam para enviar documentos e cartas. Antigamente, as aves, como pombas e corvos, eram utilizadas para o envio das mensagens.

No século XVIII o americano Samuel Morse inventou o telégrafo eléctrico e um alfabeto (código morse), um sistema de pontos e traços, que tem o seu nome. O emprego do electro-imã abria a era das comunicações a grandes distâncias.

Surgem os jornais diários no mundo. No Brasil, o sistema de correspondência é oficializado, enquanto as tentativas de se criar uma imprensa são reprimidas pelas autoridades coloniais. Surge o primeiro jornal informativo brasileiro: o Diário do Rio de Janeiro, (1 de junho de 1821)

O rádio tornou-se num meio de comunicação de massa. As informações e os programas de cultura musical estabeleciam novos elos entre os povos.

A Internet teve o seu início em 1957 com a criação da ARPA – Advanced Research Project Agency – que pretendia responder às necessidades do desenvolvimento espacial, servindo inicialmente a NASA e a Força Aérea.


Comments are closed.