Usina Vale do Paranaíba / Foto: Tudo em dia
Usina Vale do Paranaíba / Foto: Tudo em dia

As usinas sucroalcooleiras Vale do Paranaíba e Triálcool, ambas do falido Grupo João Lyra, poderiam ser vendidas na próxima quarta-feira (16) em Coruripe (AL) – Isso mesmo, “poderiam ser vendidas”, já que a audiência para abertura de envelopes com propostas de compra das unidades foi adiada após mais uma manobra dos filhos do empresário João Lyra na Justiça de Alagoas.

A liminar foi apresentada por Maria de Lourdes Pereira de Lyra e Guilherme José Pereira de Lyra, filhos do ex-usineiro e foi acatada nesta segunda-feira (14) pelo presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL), desembargador João Luiz Azevedo Lessa

Conforme publicado pelo Tudo Em Dia em outubro deste ano, o Desembargador Tutmés Airan de Albuquerque Melo havia antecipado a abertura de propostas para Novembro, afim de dar celeridade ao processo de venda – O Desembargador não trabalhou nesta véspera de feriado.

Continua após a publicidade

Lideranças de Capinópolis, Ipiaçu, Canápolis e Ituiutaba já haviam programado a viagem à Coruripe na terça-feira (15) – Alguns já haviam comprado a passagem aérea.

Uma nova data foi agendada para Dezembro deste ano para abertura das propostas – Vale ressaltar que trata-se de um período de festas e férias.

Em Julho deste ano, os chefes dos executivos de Canápolis, Diógenes Borges e de Capinópolis, Dinair Isaac, além de membros de outras prefeituras, foram até Coruripe para tentar acelerar o processo de venda das usinas.

INCÊNDIO E INVASÃO DE TERRAS

Um incêndio atingiu a unidade da usina Vale do Paranaíba, instalada em Capinópolis, na madrugada do dia 14 de Agosto – Uma fazenda do grupo João Lyra, próxima à Usina Triálcool, foi invadida no dia 1º de Setembro.

A fazenda invadida deve ser vendida junto às duas usinas mineiras do grupo, a Triálcool e a Vale do Paranaíba.

Fique em dia com tudo que já foi publicado sobre o Grupo João Lyra no Jornal Tudo Em dia.

 


Comments are closed.