Mais uma vez produtores rurais e representantes do setor produtivo rural de Capinópolis acompanharam de perto a reunião da Câmara Municipal de Capinópolis, na última segunda-feira, 28.

A reunião ordinária da Câmara teve em sua pauta um projeto que é de interesse do setor, especialmente por tratar de medidas importantes para a sobrevivência do setor produtivo rural, e em especial referente ao aumento de áreas para o plantio de cana-de-açúcar no município, onde desde abril deste ano, o setor tem mostrado sua preocupação com o crescimento de áreas na região que abrange Capinópolis, Ipiaçu e Cachoeira Dourada de Minas.

Continua após a publicidade

A preocupação do setor vem em duas vias, uma delas a situação das estradas rurais e rodovias que cortam a região, que estão recebendo cada vez mais, caminhões com peso excessivo, e na maioria das vezes sem a devida fiscalização por parte dos órgãos competentes. Em outra via está o aumento das áreas de plantio de cana, que diminui sensivelmente as áreas de milho, soja e sorgo, provocando assim, uma perspectiva negativa quanto ao futuro do agronegócio na região, principalmente por se tratar de empresas que usam as terras, porém, a matéria prima vai para outras regiões.

Para o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Capinópolis e Cachoeira Dourada, Wesley Barbosa Freitas, os municípios da região estão vivendo dramas diferentes com resultados iguais, onde a estiagem trouxe prejuízos de mais de 80% em toda a região durante o período de safrinha, e por outro lado os esforços do setor produtivo para a geração de emprego na região, onde estão inseridos os três municípios.

Quanto ao projeto, o mesmo será analisado nesta semana por algumas comissões do Legislativo, onde serão feitas algumas alterações, para que na próxima segunda—feira, 5, seja colocada na pauta de votação a partir das 19h30.

 


Comments are closed.