Foto dos suspeitos presos / tv vitoriosa
Foto dos suspeitos presos / tv vitoriosa

A Polícia Civil de Uberlândia apresentou nesta manhã o resultado de uma das maiores operações dos últimos tempos contra o crime organizado. Uma quadrilha de roubos a bancos formada por pelo menos 23 pessoas foi desintegrada, entre Uberlândia e São Paulo. Entre presos há 9 pessoas de Uberlândia.

Foram mais de 10 meses de investigações a partir de uma explosão de caixas eletrônicos no aeroporto Tenente Coronel Aviador Cesar Bombonato, em Uberlândia, ocorrido em 23 de janeiro deste ano.

Conforme os levantamentos, todos os integrantes são considerados perigosos e atuavam em roubos a bancos. Segundo a PC, esta é uma das maiores quadrilhas de roubos a bancos desarticuladas no Brasil. Para se ter uma ideia foram apreendidos seis fuzis de potência de guerra, um deles usado no crime no aeroporto de Uberlândia, carregadores, farta munição e outros objetos.

Continua após a publicidade

Além da explosão no aeroporto de Uberlândia, o grupo é apontado como responsável por nove ataques a caixas no Estado de São Paulo. De acordo com os delegados, um dos presos em Uberlândia é o responsável por todo o levantamento logístico do roubo.

A local que funcionava como “base” para a quadrilha se articular fica no Bairro Jardim Holanda, zona oeste da cidade, na casa do suspeito.

A delegacia de Roubo a Banco de São Paulo também realizou operação na cidade de Cotia (SP), onde houve outra tentativa de explosão. Na ocasião os criminosos fizeram uma refém.


Comments are closed.