Helicóptero após acidente em São Lourenço da Serra, na Grande São Paulo
Helicóptero após acidente em São Lourenço da Serra, na Grande São Paulo

A queda de um helicóptero na tarde deste domingo (4) em São Lourenço da Serra (Grande São Paulo) deixou quatro pessoas mortas, incluindo uma noiva que estava a caminho de seu casamento.

A aeronave, modelo Robinson 44, voava em direção ao sítio Recanto Beija-Flor, na mesma cidade, onde haveria a festa. Caiu por volta das 16h, perto da rodovia Régis Bittencourt e a 5 km de onde estava programada a celebração.

Segundo os bombeiros, além da noiva, Rosemere do Nascimento Silva, e do piloto, estavam no helicóptero um irmão dela e a fotógrafa do casamento, que estava grávida.

Continua após a publicidade

“Eles estavam demorando demais e não conseguíamos contato. Logo depois ficamos sabendo do acidente. É uma tragédia. Os convidados, o noivo e os familiares estão todos aqui ainda, esperando mais detalhes”, afirmou à Folha por volta das 18h30 Carlos Eduardo Baptista, proprietário do Recanto Beija-Flor.

04122016-queda-helicoptro-mata-noivaNo horário da queda, a região tinha tempo encoberto, com neblina e chuva fraca.

O casamento, diz Batista, seria às 16h, e a aeronave pertencia a uma empresa que já tinha feito esse percurso outras duas vezes –ela não foi localizada pela reportagem.

Os nomes das outras vítimas não foram confirmados pelos bombeiros até a noite.

O helicóptero caiu sobre uma área de chácaras, no bairro Barrinha. O vigilante Rubens Pires, 36, diz que ele dava voltas, como se procurasse um local para pousar.

“Ele foi e voltou duas vezes. A hélice parece que se desfez e depois ouvimos um barulho do helicóptero caindo no meio das árvores”, afirmou.

A cuidadora Cíntia Camargo Pires, 35, disse que viu a aeronave girando antes de cair. “Estava saindo fumaça. A hélice estava parada, e o helicóptero é que girava”, disse.

O operário Elenilson Santos de Castro, 42, afirmou que a aeronave fez dois grandes estouros antes de cair. “Quase caiu sobre a minha casa.”

Os moradores afirmaram que havia muitas crianças num campo próximo de onde o helicóptero sobrevoava.

De acordo com eles, parentes da vítima que estiveram no local afirmaram que a noiva iria fazer uma surpresa chegando de helicóptero.

A aeronave havia sido comprada recentemente, segundo informações da Anac (agência de aviação civil). A situação dela era regular.

Segundo a Anac, houve dois acidentes fatais em 2015 com o modelo Robinson 44. Ao todo, o país teve 13 acidentes de helicóptero no ano passado, com todos os modelos, sendo cinco com mortes. De 2006 a 2015, houve 211 acidentes de helicóptero no Brasil.


Comments are closed.