Três pessoas ficaram feridas em um capotamento ocorrido em um Anel Viário na tarde desta sexta-feira (30), em Uberlândia. Segundo o Corpo de Bombeiros (Cobom), o condutor do veículo perdeu o controle da direção devido a um pneu ressolado que apresentou falhas. De acordo com o Cobom, o motorista do carro, de 31 anos sofreu uma fratura no ombro após ficar preso entre as ferragens. Outro ocupante, um rapaz de 25 anos, estava sem cinto de segurança e foi arremessado para fora do veículo. Ainda segundo os bombeiros, ele teve traumatismo craniano, uma fratura exposta na perna esquerda e um corte profundo na região pélvica. O outro passageiro, de 29 anos teve ferimentos leves. O jovem foi levado para o Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC/UFU). As outras vítimas também foram encaminhadas em seguida por uma equipe da MGO, Concessionária de Rodovias Minas Gerais Goiás S/A. Segundo a assessoria do HC-UFU, as vítimas passam por avaliação médica.
Três pessoas ficaram feridas em capotamento em Anel Viário nesta sexta-feira (30) Uberlândia (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Três pessoas ficaram feridas em um capotamento ocorrido em um Anel Viário na tarde desta sexta-feira (30), em Uberlândia.  Segundo o Corpo de Bombeiros (Cobom), o condutor do veículo perdeu o controle da direção devido a um pneu ressolado que apresentou falhas.

De acordo com o Cobom, o motorista do carro, de 31 anos sofreu uma fratura no ombro após ficar preso entre as ferragens. Outro ocupante, um rapaz de 25 anos, estava sem cinto de segurança e foi arremessado para fora do veículo. Ainda segundo os bombeiros, ele teve traumatismo craniano, uma fratura exposta na perna esquerda e um corte profundo na região pélvica. O outro passageiro, de 29 anos teve ferimentos leves.

O jovem foi levado para o Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC/UFU). As outras vítimas também foram encaminhadas em seguida por uma equipe da MGO, Concessionária de Rodovias Minas Gerais Goiás S/A.

Continua após a publicidade

Segundo a assessoria do HC-UFU, as vítimas  passam por avaliação médica.


Comments are closed.