Escola Móvel SESI/SENAI está em Ipiaçu
Escola Móvel SESI/SENAI está em Ipiaçu

IPIAÇU – Parceria entre a Prefeitura de Ipiaçu e o SESI/SENAI, leva aos moradores de Ipiaçu a chance de participar de cursos de capacitação e qualificação profissional, para que se tenha um diferencial no mercado de trabalho.

Os cursos acontecem a partir deste dia 7 de fevereiro, sendo o “Costureiro do Vestuário Assistente”, que é gratuito e será encerrado no dia 9 de março.

Para a secretária de Assistência Social e Trabalho, Roberta Oliveira, o desemprego que atinge o país, e a região não é diferente, tem abalado a estrutura familiar, contudo, essa parceria é de suma importância para dar condição de que com o aprendizado, as famílias possam aumentar sua renda.

Continua após a publicidade

Segundo a coordenadora do CRAS – Centro de Referência em Assistência Social, Deiziane Carneiro de Mattos, serão duas turmas com vinte pessoas cada, sendo de manhã e à tarde, onde todos receberão certificado após a conclusão do Curso. “Foi um árduo processo para conquistar esse curso e muitos outros que virão para Ipiaçu, pois segundo informações do SENAI, haviam muitas dificuldades por parte da prefeitura para trazer tais cursos. Hoje, o prefeito Léo está aberto à essas novas parcerias e satisfeito por termos conseguido esse curso logo no início do ano”, disse.

De acordo com o prefeito, a Secretaria Municipal de Assistência Social e Trabalho pretende dar continuidade ao curso com uma parceria com o SEBRAE, a fim de instruir as pessoas que concluíram o mesmo para que consigam melhorar a renda familiar.

O Programa Escola Móvel do SESI/SENAI, tem como meta a educação que é uma importante ferramenta de inclusão social e a cidade também pode investir nesta área através do Programa. Com ele, os moradores, principalmente aqueles que não usufruem de unidades do SENAI e do SESI em sua cidade, têm acesso a cursos de capacitação em diversas áreas.

Seus principais objetivos são: Ensinar pelo exemplo; buscar a valorização do Oficio; promover pelo ensino de forma didática e descomplicada, o gosto pelo fazer, dando oportunidade às pessoas de desenvolverem suas habilidades pelo exemplo; disseminar profissões básicas e ofícios; formar mão de obra profissional básica para a inclusão do aluno no mercado de trabalho; desenvolver habilidades profissionais que possibilitem a imediata geração de renda; contribuir para a redução da carência de mão de obra qualificada, estimulando o desenvolvimento social no entorno das indústrias; e estimular atitudes socialmente responsáveis, principalmente, em relação ao consumo consciente.


Comments are closed.