Caminhão quebrou e carga vazou por bueiros
Caminhão quebrou e carga vazou por bueiros / Foto: Canápolis em Foco

CANÁPOLIS, TRIÂNGULO MINEIRO – A Usina Alvorada de Araporã (MG) deve ser ouvida nesta quarta-feira (1º), em Canápolis, após um caminhão-tanque ter vazado adubo líquido no último sábado (25). Segundo informações da Polícia Militar de Meio Ambiente (PMMA), o material pode ter causado a morte de peixes no rio Paranaíba.

O produto atingiu uma represa de um pesque e pague onde veio a morrer todos os peixes.

Consta na ocorrência que o chassi do veículo quebrou quando o motorista passou em uma lombada e a mangueira que dá acesso à carga rompeu, causando o vazamento. Ainda conforme a polícia, o líquido começou no Bairro Godoy e jorrou pela rua e bueiros.

A Polícia de Meio Ambiente também informou que a Agropecuária Alvorada disse que o líquido não era tóxico, e sim um adubo mineral, que seria jogado nas plantações de cana de açúcar.
Uma bióloga consultada pelo Tudo Em Dia afirmou que o adubo líquido poderá ampliar significativamente a proliferação de algas no Rio Paranaíba, reduzindo o oxigênio dos peixes.
Assista ao vídeo
Continua após a publicidade

A orientação da polícia é para que a população evite consumir água e nadar no Rio Paranaíba.

A Usina Alvorada será ouvida em Ituiutaba. Um técnico do núcleo de energia ambiental também deve ir até Canápolis para avaliar o tamanho do impacto ambiental.

Todos os peixes de um pesque-pague foram mortos
Todos os peixes de um pesque-pague foram mortos / Foto: Canápolis em Foco

Comments are closed.