Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Os primeiros nomes de políticos na “Lista de Janot” enviada ao Superior Tribunal Federal já começam a vazar em Brasília. De acordo com informações dos jornais O Globo e Folha de São Paulo, cinco ministros são alvos de pedidos de inquérito: Eliseu Padilha (Casa Civil), Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência), Bruno Araújo (Cidades), Gilberto Kassab (Ciência e Tecnologia e Comunicações) e Aloysio Nunes Ferreira (Relações Exteriores).

Nova lista de Janot é três vezes maior que a primeira

Janot envia ao STF 83 pedidos de inquéritos com base na delação da Odebrecht

Além deles, a lista também inclui o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunicio Oliveira (PMDB-CE). Entre os senadores citados nos pedidos de inquérito estão Aécio Neves (PSDB-MG), José Serra (PSDB-SP), Romero Jucá (PMDB-RR), Renan Calheiros (PMDB-AL) e Edison Lobão (PMDB-MA).
A Procuradoria-Geral da República também pretende investigar os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff (PT). Sem foro privilegiado, os pedidos de inquérito contra eles estão entre os 211 encaminhados para outros instâncias da Justiça Federal. Neste bloco também foram citados os ex-ministros da Fazenda dos governos do PT, Guido Mantega e Antonio Palocci.
A decisão de enviar os autos caberá ao ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato.

Comments are closed.