José Serra não gostou de como foi retratado em filme sobre o Plano Real

Arthur Kohl no papel de José Serra no filme “Real” ( Foto: Karime Xavier / Folhapress)
Arthur Kohl no papel de José Serra no filme “Real” ( Foto: Karime Xavier / Folhapress)

José Serra não gostou da forma como foi retratado em “Real – O Plano por Trás da História”, ficção que pretende contar os bastidores da implantação do Plano Real e que estreará em maio.

Na obra, dirigida por Rodrigo Bittencourt, o senador é vivido pelo ator Arthur Kohl. À época do filme, Serra era deputado federal.

No trailer do longa, divulgado no mês passado, há um rápido trecho que mostra Serra no filme, a partir do 1m55s, dizendo achar que o Plano Real “não funciona”.

Produtor de “Real”, Ricardo Fadel Rihan diz que o filme não foi feito para os retratados.

A obra é ambientada entre 1993 e 1994 que gira em torno do grupo de economistas que elaborou a nova moeda. liderados pelo então ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso (Norival Rizzo).

Tudo ali tem ritmo de thriller: os economistas ganharam ares de heroísmo, e os diálogos têm pesada carga dramática –desesperado, Itamar Franco (Benvindo Sequeira) implora por um plano contra a inflação, que está fazendo “o povo passar fome”. Foi por causa desse tom que o trailer despertou críticas nas redes sociais e gerou memes.

O estilo, contudo, era uma das premissas do projeto, segundo Fadel Rihan, que teve a ideia do projeto quando participava de comitê de jovens empreendedores na Fiesp, por volta de 2012.

“Precisávamos fazer algo para engajados jovens para as questões do país”, diz. “Achávamos que a economia tinha tomado um rumo equivocado com Dilma, e que os jovens só se engajariam com um filme que os atraísse.”

Vereador quer contratação de médico endocrinologista para atendimento em Capinópolis

Publicações indicam que preso pode estar usando Facebook em presídio em Uberlândia