Cão se sacrifica ao atacar mulher-bomba e salvar convidados de casamento na Nigéria

Foto de 2015 mostra local destruído por bomba de extremistas, em Foto: AFP 31-07-2015
Foto de 2015 mostra local destruído por bomba de extremistas, em Foto: AFP 31-07-2015

Um cachorro impediu o que seria uma grande tragédia ao atacar uma mulher-bomba numa celebração de casamento em Maiduguri, na Nigéria. A terrorista pretendia chegar ao meio da festa, o que levaria à morte de muitas pessoas. Mas como o animal avançou sobre a terrorista em um local mais afastado da concentração de pessoas, apenas o cachorro e a mulher-bomba morreram.

O animal pertencia a um dos presentes na festa. Buba Ahmed, um dos convidados, contou à mídia local que a suicida era adolescente e rondava os arredores da festa, enquanto os aldeões assistiam à cerimônia, na manhã de domingo. Na explosão, uma pessoa ficou ferida e um caminhão ficou parcialmente destruído.

O porta-voz da polícia Victor Isuku confirmou nesta quarta-feira que o animal ajudara a evitar uma tragédia e, com o ataque, salvara dezenas de vidas.

A Nigéria é alvo há anos do grupo terrorista Boko Haram. Uma força multinacional combate a facção no território. Recentemente, os extremistas têm apostado em homens-bomba para atacar a população civil. A cidade de Maiduguri é um dos alvos mais constantes desde que o grupo anunciou um califado na região há oito anos. Em todo país, os ataques já deixaram mais de 15 mil mortos e forçaram outras 2 milhões de pessoas a deixar suas casas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Resumo das matérias apresentadas na Câmara de Capinópolis em 10/04/2017

Lideranças buscam recursos para Capinópolis junto ao Ministério da Saúde