Polícia investiga estupro coletivo de garota de 15 anos em MG

MINAS GERAIS – A Polícia Civil investiga um suposto estupro coletivo contra uma adolescente de 15 anos na cidade de Reduto, na Zona da Mata, durante uma festa de aniversário. A jovem teria mantido relações sexuais com, ao menos, cinco homens. Nessa terça-feira (23), 12 participantes do evento foram conduzidos à delegacia e afirmaram que o sexo foi consensual.

Segundo a delegada de Manhuaçu, que conduz as investigações, Adline Ribeiro, a estudante procurou a delegacia na semana passada junto com a mãe. “Ela contou que foi para uma festa de  aniversário no dia 13 de maio com a amiga e o namorado desta jovem. Porém, o casal foi embora rápido e ela ficou sozinha. A adolescente afirmou que tomou uma bebida escura, que não soube dizer qual foi, e teve uma amnésia. Ela acordou só no outro dia”, explicou a policial.

A menor só ficou sabendo que manteve relações sexuais depois que alguns amigos disseram que um vídeo foi gravado.

“Ainda não tivemos acesso às imagens. Na chácara tinham cerca de 30 pessoas. Conseguimos localizar esses 12 homens, com idade entre 14 e 32 anos. Eles falaram que a garota estava embriagada, mas consciente do que estava acontecendo. Desses conduzidos, apenas um, o rapaz de 14 anos, admitiu ter transado com a menina. Os outros disseram que apenas viram. Todos tiveram os celulares apreendidos e foram liberados”, contou Adline.

Após acordar do “apagão”, a garota foi levada para casa pela mãe, que ficou preocupada depois da filha não chegar e foi até o imóvel do evento.

“Já temos os nomes dos demais participantes da festa e eles serão ouvidos nos próximos dias. Precisamos tomar cuidado para não punir inocentes”, destacou a delegada.

Caso seja confirmado o caso, os autores podem responder por estupro, fornecimento de bebidas alcoólicas a menores de idade e reprodução ou divulgação de imagens de conteúdo sexual envolvendo menores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Teorias da conspiração que movimentam a Web

Fiscais do TCE elogiam organização de documentação apresentada pela Secretaria Municipal de Educação