(Esq) Ivo Américo e Gerson Sebastião

CAPINÓPOLIS, MINAS GERAIS – Após cobranças do vereador Ivo Américo, a Algar Telecom irá ampliar a capacidade da rede 3G de celular em Capinópolis.

O gerente de mercado da Algar Telecom, Gerson Sebastião, esteve na Câmara Municipal de Capinópolis na tarde da última quinta-feira (08) e foi recebido no gabinete pelo vereador e Presidente do Legislativo, Ivo Américo.

Gerson fez questão de explicar que acontece na rede celular em Capinópolis – segundo o representante da Algar Telecom, a empresa pode ser comparada a um “tubo” que liga as pessoas às produtoras de conteúdo como a Netflix, Globo Play, WhatsApp, Facebook etc., e este “tubo” tem uma capacidade limitada para fazer o conteúdo da produtora chegar aos expectadores – “quanto mais pessoas acessando os conteúdos, mais cheio o ‘tubo’ fica”, explicou o gerente de mercado.

Continua após a publicidade

Questionado sobre a possibilidade de ampliar este “tubo” ou a infraestrutura – em um termo mais técnico -, sempre que houver demanda, Gerson disse que não é tão simples – “temos de fazer todo um estudo e planejamento para ampliar esta infraestrutura. Para instalar uma estação, por exemplo, há um investimento mínimo de cerca de R$300 Mil”, disse.

O representante da Algar Telecom afirmou que a rede 3G de telefonia celular será ampliada em Capinópolis em 40% a partir de agosto de 2017 – “a ampliação da rede 3G ocorrerá em agosto ou setembro deste ano, garantindo velocidades próximas a 3,5Mbps”, completou Gerson. A rede 4G, que tem velocidades próximas a 10Mbps, deve ser instalada no início de 2018.

A região rural das “Chácaras do Neguta”, que abriga cerca de 125 famílias, será beneficiada com ação e um sinal de telefonia mais forte e de qualidade “cobrirá” a região, fornecendo telefonia de qualidade e internet 3G de alta velocidade – “temos várias famílias que necessitam de telecomunicações naquela região, seja para efetuar ligações e acessar a internet. Muitos estudantes e profissionais ligados à educação sofrem com a falta de acesso à internet para desenvolver suas atividades acadêmicas e estamos cobrando a Algar Telecom para levar o sinal de telefonia até aquela região”, disse o vereador Ivo, que entregou o ofício de requerimento nas mãos do representante da empresa de telecomunicações.

A Algar Telecom detém uma expressiva parcela do mercado de telefonia celular, telefonia fixa e internet adsl em Capinópolis. Segundo Gerson Sebastião, Capinópolis e Santa Vitória são as duas cidades que, proporcionalmente, são as maiores consumidoras de serviços da empresa em toda a área de atuação.

Segundo Ivo Américo, a qualidade da prestação de serviço de voz e dados é essencial – “como disse o gerente de mercado da Algar Telecom, Capinópolis é uma das maiores consumidoras de serviços de voz e internet da empresa e a qualidade na prestação de serviço deve respeitar um padrão de qualidade e isso não vem acontecendo, o que fez com que buscássemos melhorias junto à empresa para beneficiar nosso povo. O sr. Gerson nos atendeu prontamente, mostrando o respeito que a Algar Telecom tem pelo Legislativo capinopolense e pelo povo de Capinópolis”, disse Ivo.

A Câmara Municipal de Capinópolis é uma das mais atuantes na região do Pontal do Triângulo e segundo Gerson, é uma das que mais cobra qualidade da Algar Telecom por meio de ofícios e requerimentos. Em 2015, após cobranças do Legislativo capinopolense, a rede foi ampliada e garantiu mais qualidade nos serviços de voz e dados, porém, a demanda foi maior que o previsto e um novo “gargalo” voltou a ocorrer.

Recentemente, a Câmara Municipal de Capinópolis instalou uma nova estrutura de rede com fibra óptica da Algar Telecom, garantindo mais qualidade nos acessos à Internet – “a instalação da rede de fibra óptica na Câmara é uma grande conquista junto a Algar, visto que não tivemos nenhum impacto financeiro aos cofres do Legislativo”, disse Ivo.

Gerson Sebastião finalizou afirmando que a internet adsl da Algar Telecom é ilimitada e permanecerá assim, ao contrário do que vem propondo grandes operadoras.

 


Comments are closed.