Atualizado às 19h17m de 10/06/2017 – Inclusão de informações sobre a prisão do tatuador

Uma imagem que circulou na internet neste final de semana vem causando controvérsia. Nas imagens, um jovem, que teria invadido a casa de um tatuador para roubar uma bicicleta de um deficiente físico, aparece sentado em uma cadeira sendo tatuado na testa.

O dono do imóvel, que ganha a vida fazendo tatuagens em São Paulo, aparece nas imagens tatuando a frase – “Sou ladrão e vacilão”. Enquanto se preparava para fazer a tatuagem, o homem diz de forma irônica – “Fica quieto mano! Isso vai ser muito bom e vai doer hein?! Vai doer …”, disse, gargalhando logo em seguida.

Continua após a publicidade

O vizinho do tatuador foi quem filmou a agressão.

Logo em seguida, o tatuador pergunta – “me diz o que você quer que escreva?”. O garoto responde – “ladrão!” .

Caso o tatuador seja denunciado pelo suposto ladrão, pode ser condenado por lesão corporal gravíssima e ficar preso por até oito anos. O jovem, que tentou roubar a bicicleta, pode ser preso pelo mesmo tempo, caso a seja denunciado.

Nas redes sociais, o caso dividiu opiniões – alguns apoiaram a atitude do tatuador – outros, reprimiram a atitude.

O tatuador Maycon Wesley Carvalho dos Reis, 27, e seu vizinho, o pedreiro Ronildo Moreira de Araújo, 29, foram presos em flagrante e indiciados por tortura.

A família do adolescente acionou a polícia após reconhecê-lo nas imagens. Segundo o relato da família aos policiais, o jovem é usuário de drogas e está desaparecido desde o dia 31 de maio.

Os dois presos afirmaram que, após a tortura, liberaram o garoto com vida.


Comments are closed.