Reprodução WhatsApp

Após tatuarem a testa de um menor infrator de 17 anos em São Paulo na última semana, o tatuador Maycon Wesley Carvalho dos Reis, 27, e seu vizinho, o pedreiro Ronildo Moreira de Araújo, 29, foram presos em flagrante e indiciados por tortura. Após ter a testa tatuada, o jovem – que tem envolvimento com drogas – desapareceu.

Maycon Wesley e Ronildo Moreira alegam que o menor tentou roubar uma bicicleta de um deficiente físico e teriam feito a tatuagem como punição. O ato foi filmado e viralizou nas redes sociais.

O adolescente de 17 anos que teve a frase “Eu sou ladrão e vacilão” foi encontrado por amigos em São Bernardo do Campo, São Paulo, no sábado (10) de Junho.

Continua após a publicidade

 O coletivo Afroguerrilha criou uma campanha de financiamento coletivo na internet para pagar a remoção da tatuagem e custear o tratamento psicológico do jovem. Até a noite do último domingo, aproximadamente R$ 20 Mil  já tinham sido arrecadados.


Comments are closed.