Alunos do 1º ano do ensino médio da Escola Estadual Lauro Fontoura serão os primeiros em Uberaba a integrar o novo sistema | Foto/Sandro Neves

Escola Estadual Lauro Fontoura, em Uberaba, está entre as 44 instituições de Minas Gerais que vão desenvolver o projeto piloto do novo sistema de ensino médio em tempo integral. A implantação começa no segundo semestre deste ano, de forma progressiva, primeiro com os alunos do primeiro ano.

O ensino médio no Brasil vai passar por uma reformulação. Pela programação do Ministério da Educação, a mudança começou no primeiro semestre deste ano e até o fim de 2018 a meta é ter 500 mil jovens em escolas de tempo integral.

Em Uberaba, o projeto piloto do novo sistema começa a ser aplicado no segundo semestre deste ano e, de acordo com a diretora da Escola Estadual Lauro Fontoura, Mariângela Rodrigues da Silva, alunos, pais e professores da escola foram ouvidos sobre esta novidade. “Aplicamos questionários com pesquisa sobre a aptidão dos alunos nas áreas flexíveis sobre os conteúdos que desejam. Vamos começar pelos alunos do primeiro ano, em 2018, o segundo ano, e em 2019 o terceiro ano. Haverá uma ampliação da carga horária, passando de 25 para 45 horas semanais, destas, 35 horas são da base nacional comum, e as outras 10 horas são as atividades flexíveis, divididas em três campos: cultura e arte; pesquisa e inovação tecnológica; e múltiplas linguagens, educação e mídia”, explica.

Continua após a publicidade

Mariângela revela que alguns alunos receberam a notícia com entusiasmo, outros estão inseguros e ansiosos diante da ampliação da carga horária, sendo que a maior aceitação veio dos pais e para os professores. Todos abraçaram o projeto e estão colaborando. Quanto à estrutura da escola, a diretora diz que será preciso realizar algumas adaptações. “Houve a promessa e esperamos do Estado essas adequações do ambiente”, afirma.

A superintendente regional de Ensino, Marilda Ribeiro Resende, confirma que a escola passará por algumas adaptações. “A Secretaria Estadual de Educação vai nos apresentar na semana que vem uma proposta, e estamos aguardando esse fechamento para saber exatamente as questões relacionadas ao projeto piloto”, revela Marilda.

Jm On-line


Comments are closed.