No meio jornalístico não é incomum ver a profissão ser passada dos pais para os filhos, quase como se fosse uma espécie de herança genética. Esse foi o caso de Artur Almeida, da Globo, que faleceu nessa segunda-feira (24) em Lisboa, Portugal, após sofrer uma parada cardiorrespiratória. 

Nascido em 18 de maio de 1960, o apresentador era filho do também jornalista Guy de Almeida, que foi repórter do extinto jornal Binômio, que circulou entre 1952 e 1964 e fez história em Belo Horizonte. Ao mesmo tempo, a “herança” da profissão também foi repassada para a filha de Artur, Amanda Almeida, que trabalha atualmente no jornal O Globo. 

Na década de 70, o jornalista e seus irmãos precisaram seguir com o pai e a mãe para o exílio no Chile, retornando ao Brasil somente em 1976, com a anistia branca promovida pelo presidente militar Ernesto Geisel. 

Continua após a publicidade

Artur se formou em Comunicação Social no primeiro semestre de 1983, na Pontifícia Universidade Católica (PUC-MG). Em 1987 trabalhou pela primeira vez na Globo, saindo em 1990 por dois anos. Depois disso ele retornou a emissora, onde continuou por 25 anos. Neste período, ele foi repórter, apresentador do Bom Dia Minas, do MGTV e, desde 2009, editor-executivo da Globo Minas. 

Colega de rede Globo e amigo de Artur Almeida, o produtor Fernando Zuba conversou com O TEMPO. “É difícil de falar nesse momento, mas o Artur era um colega, um companheiro, um profissional de caráter irretocável. Era um cara seríssimo, ser humano fantástico e, sem dúvida nenhuma, vai fazer uma falta imensa. Não só como colega, mas como ser humano consciente, ético. Vai fazer muita falta”, lamentou. 

A morte

O jornalista Artur Almeida morreu na noite dessa segunda-feira (24) aos 57 anos. Atualmente à frente do MGTV 1ª Edição, na Globo, ele estava de férias em Lisboa, capital de Portugal, quando teve uma parada cardiorrespiratória, segundo as primeiras informações. Ele, que estava com a mulher e uma de suas filhas, chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do hospital no país. 

Após a triste notícia do falecimento, as redes sociais foram inundadas por homenagens de colegas a Artur. Clique AQUI para conferir a reportagem com a repercussão da morte entre seus colegas de profissão. 


Comments are closed.