Brasília – O presidente do Banco do Brasil, Aldemir Bendine, nega que os bancos públicos tenham reajustado as taxas de juros neste ano

O ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras, Aldemir Bendine, foi preso na manhã desta quinta-feira (27) em Sorocaba, interior de São Paulo, na 42ª fase da Operação Lava-Jato. Nesta etapa estão sendo cumpridos 11 mandados de busca e apreensão e 03 mandados de prisão temporária no Distrito Federal e nos estados de Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo.

Operação Cobra, nome dado pela Polícia Federal (PF) a esta nova etapa, tem como alvo principal a investigação de ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras, Aldemir Bendine, bem como de pessoas a ele associadas, pela prática dos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, dentre outros. Bendine é elvo de um mandado de prisão.

Em Brasília, agentes estão nas ruas para cumprir dois mandados de busca e apreensão, em locais ainda não divulgados pela PF. Os presos deve ser trazidos para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba onde permanecerão à disposição do juízo da 13ª Vara Federal de Curitiba/PR.

Propina

Continua após a publicidade

De acordo com a PF, Aldemir Bendine e outros investigados relacionados a ele teriam solicitado vantagem indevida em razão dos cargos exercidos para que o Grupo Odebrecht não viesse a ser prejudicado em futuras contratações da Petrobras. “Em troca, o grupo empresarial teria efetuado o pagamento em espécie de ao menos R$ 3 milhões. Segundo a investigação, os pagamentos só foram interrompidos após a prisão do presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht.

O nome da operação de hoje é uma referência ao codinome dado ao principal investigado nas tabelas de pagamentos de propinas apreendidas no chamado “setor de operações estruturadas” do Grupo Odebrecht durante a 23ª fase Lava-Jato.

Veja a lista de onde ocorrem as ações da Operação Cobra

Brasília (DF)
2 mandados de busca e apreensão

São Paulo (SP)
1 mandado de prisão temporária 4 mandados de busca e apreensão (2 em São Paulo, 1 em Sorocaba e 1 em Conchas)

Rio de Janeiro (RJ)
1 mandado de busca e apreensão

Pernambuco (PE)
2 mandados de prisão temporária 4 mandados de busca e apreensão (3 em Recife e 1 em Ipojuca)


Comments are closed.