O homem de 54 anos que é suspeito de estuprar a enteada por mais de cinco anos em Salinas, no Norte de Minas, foi achado desacordado em sua cela poucas horas após dar entrada no Presídio do município, na última segunda-feira (24). Após ser hospitalizado, o suspeito acabou morrendo na manhã de quinta-feira (27), conforme a Secretaria de Estado de Administração Prisional (SEAP).

O crime foi descoberto após a adolescente tentar suicídio diversas vezes nos últimos dois anos. As investigações da Polícia Civil (PC) tiveram início há cerca de quatro meses, quando uma tia da garota saiu de São Paulo e foi passar uns dias com a família da sobrinha. Nesta época ela notou que a menina tinha cortes nos pulsos e outras lesões pelo corpo.

A vítima foi levada pela tia até uma delegacia e, em seguida, ao hospital, onde foi confirmado que houve rompimento do hímen. O padrasto dela foi preso na segunda quando estava na zona rural de Salinas, tentando fugir. Ao ser detido, ele confessou os abusos, que começaram quando ela tinha apenas oito anos.

Continua após a publicidade

Ainda de acordo com a SEAP, suspeito deu entrada na unidade prisional por volta das 17h30, sendo encontrado inconsciente pelos agentes penitenciários na cela que dividia com os outros presos. Por volta das 20h o homem foi atendido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que constatou uma parada cardiorrespiratória e o encaminhou à Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Salinas.

Após ser estabilizado, o preso acabou  transferido na quarta-feira (26) para o Hospital Santo Antônio, na cidade de Taiobeiras, onde faleceu nessa quinta-feira (27) às 5h45. O corpo foi levado para o Instituto Médico-Legal (IML) de Montes Claros.

“A direção da unidade irá apurar administrativamente o ocorrido. As investigações ficam a cargo da Polícia Civil”, finaliza a nota da secretaria.


Comments are closed.